Página Inicial » Brasil

Adeildo Costa nega acusações de envolvimento com sexo e drogas

Pastor é difamado na web por sites gospel

por Jarbas Aragão


Quando um site começa a publicar notícias que seriam acusações sérias sem citar fontes ou afirma que algo “ainda está sendo apurado”, acaba violando a ética jornalística. Pior ainda se esse site diz ser gospel ou que pretende edificar a igreja ao fazer tais acusações.

Lamentavelmente, vários desses sites tem violado o artigo quarto do Código de Ética dos Jornalistas, que diz: “O compromisso fundamental do jornalista é com a verdade no relato dos fatos, deve pautar seu trabalho na precisa apuração dos acontecimentos e na sua correta divulgação”.

O Gospel Prime já divulgou em outras ocasiões que notícias falsas circulavam na internet e o público precisava ser cuidadoso ao repassá-las nas redes sociais. Por outro lado, sempre que divulga algo negativo, atem-se aos fatos e cita as fontes.

Uma das vítimas mais recentes é o pastor Adeildo Costa, da Assembleia de Deus. Ele ficou famoso ao participar do Gideões Missionários da Última Hora em Camboriú (SC), mas também por ter ensinamentos heterodoxos, como a “Transferência de unção com os pés”.

Durante um culto em Ipatinga (MG), tirou seus sapatos e convidou o líder da igreja local a fazer o mesmo. Enquanto encostavam os pés no altar, Costa prometeu que iria dar diferentes bênçãos, a primeira seria espiritual e capacitaria as pessoas a pregarem o evangelho. A segunda seria financeira e traria riquezas.

Contudo, agora seu nome foi envolvido em uma séria acusação. O site “Fuxico Gospel” divulgou que ele estaria envolvido em escândalos sexuais e se drogando. Também, que Adeildo responde na Justiça a vários processos por quebra de contrato. O site afirma que são esses os motivos pelo qual ele não foi mais convidado a pregar nos Gideões.

O pastor divulgou um vídeo desmentindo as acusações. Em pouco mais de três minutos, Adeildo desafia seus acusadores a provarem que ele está separado e que seria usuário de drogas. Nega veementemente que esteja sendo investigado pela Convenção das Assembleias de Deus e comunica que abençoa as pessoas que o tem difamado.

Assista:


Leia mais...


Comentários