Página Inicial » Internacional

Fragrâncias bíblicas contam a história do perfume em museu na Suíça

O nardo, a mirra e outros elementos descritos no Livro Sagrado ajudam os visitantes a conhecer melhor as sociedades antigas.

por Leiliane Roberta Lopes


O Museu Internacional da Reforma Protestante localizado em Genebra está prorrogando a exposição “Perfumes Antigos, Fragrâncias Bíblicas” que mostra 12 ingredientes aromáticos que são citados com frequência na Bíblia Hebraica e também no Novo Testamento.

A exposição tem se tornado um grande sucesso de crítica e de público e por isso o prazo para conhecer os aromas foi estendido para que mais pessoas possam conhecer a história dessas fragrâncias.

Entre os aromas mais conhecidos e falados nas Escrituras estão a mirra e o incenso, presentes oferecidos a Jesus por dois dos três Reis Magos. O nardo derramado por Maria para perfumar a cabeça e os pés de Jesus também está retratado nesta mostra.

Quem visita o museu suíço vai fazer uma viagem olfativa pelo livro mais vendido no mundo. O visitante pode escolher entre sentir o aroma antes ou depois de ler a passagem bíblica correspondente, aprendendo informações históricas sobre elas.

Um exemplo do que é ensinado nessa visita a exposição é que a mirra utilizada pelos personagens da Bíblia era utilizada como instrumento de sedução feminina e também como um ritual para a unção. Outro uso da mirra era para sarar feridas, como fizeram com Jesus após a crucificação.

Moisés quando escreveu sobre o Templo, fez uma série de instruções precisas para organizar o culto e o óleo da unção era um dos elementos essenciais, sem ele não haveria celebrante, e consequentemente sem o perfume não haveria prece.

Além das histórias antigas, a exibição também aborda o cotidiano, mostrando os “perfumes históricos” como os usados pelos reis. Todos os perfumes usados na mostra foram recriados pela empresa Givaudian, sediada em Genebra.