Página Inicial » Ciência & Tecnologia

Games com mensagens de ocultismo incitam violência em usuários

Teólogo aponta elementos satânicos em games comumente jogados pelos jovens

por Jussara Teixeira


O ataque de James Holmes, o “atirador do Colorado”, que abriu fogo em uma sala de cinema em Aurora, matando 12 espectadores, pode ter sido motivado por problemas mentais. O próprio suspeito se autodenominava o “Coringa”, o que mostra o delírio de uma mente altamente confusa e influenciada pelo filme do personagem Batman, que não por acaso era o filme que era exibido na ocasião.

Outros episódios não menos trágicos podem ser citados, como o de Mateus da Costa Meira. Em novembro de 1999 ele disparou tiros de submetralhadora contra uma platéia de 40 pessoas que via o filme “Clube da Luta” num cinema do Morumbi Shopping, em São Paulo.

No mesmo ano, os estudantes Eric Harris and Dylan Klebold mataram 12 colegas e um professor no que ficou conhecido como “massacre de Columbine”, nos EUA. Os dois crimes, além da brutalidade inerente ao ato de desproporcional violência, tem algo em comum: a influência de produtos de entretenimento, particularmente de jogos eletrônicos nos acontecimentos, que pareciam ser sido tirados dos próprios enredos desses jogos.

Os acontecimentos do ano de 1999 fizeram as autoridades despertarem para o potencial perigo representado pela alta carga de violência de alguns filmes e games, que literalmente colocam a jogadores no papel de assassinos, empunhando armas de grosso calibre.

Além do conteúdo violento, o ocultismo é encontrado em uma quantidade assustadoramente grande de jogos. “Existem de fato mais de 300 games de influência satânica e de propagação de ocultismo”, diz o apologista e doutor em Filosofia das Religiões Alex Belmonte.

Segundo explica Belmonte, que é autor do e-book “Desvendando Estratégias Satânicas – Mídia e Games”, elementos como espadas de fogo, poderes sobrenaturais, gnomos, demônios guerreiros, amuletos, símbolos cristãos pervertidos e muito mais levam os usuários de jogos eletrônicos a um mundo virtual que acaba invadindo a vida espiritual. “Satanás arquitetou e conseguiu travar uma verdadeira guerra espiritual, com o propósito de destruir, principalmente, nossa juventude”, alerta.

Efeitos

Para o estudioso, os efeitos desses produtos podem ser físicos, com sintomas como aumento da pressão arterial, cansaço físico e visual, dores de cabeça e anorexia, ou psicológicos e espirituais.

Nessa categoria ele diz que uma das principais consequências é a legalidade para ações demoníacas, obsessão pela violência, pela morte e pelo erotismo nos games. Segundo explica Belmonte, as legalidades são brechas na vida espiritual para ações demoníacas, sempre destrutivas.

De acordo com o teólogo, os jogos violentos induzem à imitação. “Com o passar do tempo, a criança passa a assimilar traços da personalidade dos personagens. Isso acontece por meio da esfera espiritual e psicológica” ressalta.

Ele explica que a carência afetiva e a falta de educação e valores religiosos deixam as crianças expostas a ideias e componentes relacionados ao ocultismo. Ele acrescenta que os jogos eletrônicos possuem uma estratégia de manipulação mental e espiritual capaz de promover a agressividade, a frieza emocional, a passividade e o vício. “Os efeitos dos games podem causar nos jovens um distanciamento dos valores morais, além de influenciá-los a práticas desumanas”, conclui.

Veja alguns games apontados como contendo elementos ocultismo e satanismo:

Diablo: O encarte deste jogo contém: “Você irá parar em um labirinto com monstros e diabos, você jamais sairá de lá, você entrará em um mundo e será consumido pelo fogo e comido pelos vermes. Bem vindo ao inferno. Eu sou seu senhor – o diabo.”

Doom 2: É um dos jogos em mais famosos em 3 dimensões. Dá à pessoa que está jogando, a sensação de que ela esta vivendo a ação nos cenários de impressionante realidade. No encarte do CD deste jogo está escrito: “Sente-se e relaxe, deixe as legiões te possuir e você descobrirá os segredos daqueles que foram antes que você ao inferno e como chegar lá. Nas suas pequenas mãos você tem o pior e o mais perverso Nintendo, o inferno na terra, desta vez todas as forças do inferno sairão sobre a terra. Para entender este jogo de Nintendo você terá que descer às profundezas.”

Hell (Inferno): Game de muita ação, com cenários assustadores, como um campo de punição, onde há pessoas queimadas e empaladas (forma de tortura assíria que consistia em espetar os condenados pelo ânus em estacas de madeira, onde ficavam até a morte) em estacas de madeira. Tem também a sala do dentista, onde no lugar de aparelhos ortodônticos, veem-se limas, serrotes e uma cadeira de tortura.


Leia mais...


Comentários