Página Inicial » Internacional

Falsa notícia sobre renuncia de pastor causa polêmica nos EUA

Notícia falsa sobre Joel Osteen ganhou repercussão nas redes sociais dos Estados Unidos.

por Jarbas Aragão


O famoso pastor e autor Joel Osteen lidera a maior igreja dos Estados Unidos, a Lakewood, com 45 mil membros. Desde o início de abril circulam pela internet informações falsas que ele teria abandonado a fé cristã, negado sua crença em Jesus e na Bíblia e rumores que daria início a uma nova religião.

O vídeo que mostraria imagens de manchetes sobre o assunto de sites de notícias, como a CNN, Drudge Report, The Christian Broadcasting Network e Yahoo! foi assistido 160 mil vezes em 10 dias.  Uma página de seu site pessoal afirma “[...] Durante muitos anos, venho questionando a fé, o cristianismo e se Jesus Cristo é realmente o meu ‘salvador’, ou de qualquer pessoa. Agora acredito que a Bíblia é um livro de história altamente inconsistente, falível, imperfeito, que provavelmente foi alterado centenas de vezes. Não há nenhuma evidência que a Bíblia é a palavra sagrada de Deus. Na verdade, não há nenhuma evidência que “Deus” sequer existe… Após ganhar milhões de dólares vou começar minha própria religião”.

Considerado um choque para muitos, as declarações, o material do vídeo e os tuites de uma conta do Twitter no seu nome formam um dos mais elaborados golpes contra o pastor e, até certo ponto, todos os evangélicos. Afinal, nada disso é verdade. O site www.JoelOstenMinistries.com parece quase idêntico ao site verdadeiro, mas seu sobrenome está escrito errado, é Osteen e não “Osten.”  O vídeo do YouTube foi postado na conta do site Serviço de Notícias Cristãs, que na verdade não existe.

Embora bem feita, a falsificação foi criada por uma pessoa que não quer se identificar. Mas declarou ao Huffington Post que tinha dois objetivos bem definidos.  Primeiro, queria mostrar que as pessoas, em especial os evangélicos, acreditam em tudo que veem na internet, sem se preocupar em verificar a veracidade da informação. Além disso, o homem diz “Eu queria mandar uma mensagem ao pastor Joel, com a esperança de motivá-lo a falar sobre assuntos mais sérios, como os venenos que colocam em nossos alimentos e na água, os tratamentos alternativos para a cura do câncer, etc. Ele tem um púlpito que comunica com quase todo o planeta e não o está usando para fazer o bem, fica apenas dando esses sermões leves, recheados de clichês de autoajuda… Do ponto de vista cristão, entendo por que ele sofre cobranças por estar pregando o “evangelho da prosperidade”. Ahh prosperidade só se for para ele mesmo! ”

Um porta-voz da Lakewood Church, em Houston, Texas, disse que Joel estava ciente dos “falsos rumores.” Entrevistado nesta segunda-feira pelo canal ABC News, Osteen negou as declarações atribuídas a ele e explicou: “Não posso impedir que esse tipo de coisa aconteça, mas escolhi dizer: ‘Deus, está em suas mãos “. Eu vou seguir em frente, continuarei cheio de alegria e vou aproveitar este dia”.

No dia seguinte, após a matéria na TV esclarecer muita coisa, surgiu nas redes sociais uma “entrevista nova” ao site Notícias Cristãs do Texas, onde “Joel Osteen” confirma que renunciou a sua fé. Mais uma vez era um material mentiroso, criado pelo mesmo homem que começou tudo. Ele firma que pretende continuar criando confusão até ver Joel Osteen mudar seu discurso.

“Já tenho advogado pronto e estou preparado, espero que a igreja não fique muito agressiva”, disse ele ao Huffington Post.


Leia mais...


Comentários