Página Inicial » Política

Marco Feliciano faz pronunciamento em defesa de Silas Malafaia

Ele promete entrar com pedido para que as ameaças proferidas contra o pastor assembleiano sejam investigadas

por Leiliane Roberta Lopes


O pastor e deputado federal Marco Feliciano usou seu espaço na Câmara para pedir para que o Ministério Público e a Polícia Federal  tomem providências em relação ao grupo que se intitula LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) e que usam as redes sociais para ameaçar o pastor Silas Malafaia.

Considerado como um dos maiores inimigos desse grupo, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo geralmente é alvo de ataques virtuais de pessoas, possivelmente ligadas ao movimento gay, que não concordam com seu posicionamento em relação ao homossexualismo.

Feliciano também intercedeu em favor de Silas Malafaia sobre as declarações polêmicas que ele deu em um programa, criticando a atitude dos organizadores da Parada Gay de São Paulo que usou imagens de santos católicos. Na ocasião, Malafaia as expressões  “baixar o porrete” e “entrar de pau” para pedir para que a Igreja Católica processasse os organizadores do evento.

O vídeo desse programa foi editado por integrantes do grupo LGBT que entrou com um pedido junto ao Ministério Público afirmando que o pastor estava promovendo a violência contra os homossexuais e realmente a ação foi aberta e o pastor passou a ser processado por esses dizeres.

“Peço ao Senhor Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, em São Paulo, Dr. Jefferson Aparecido Dias, que instaurou inquérito civil, no Ministério Público, que análise expressões usadas pelo Pastor Silas Malafaia em seu programa Vitória em Cristo, são populares no Rio de Janeiro e não são pejorativos, mas apenas força de expressão  enfatizando um pensamento”, explica Feliciano.

O deputado também pediu para que a Associação Brasileira LGBT apazigue os ânimos de seus seguidores para que as ameaças e ofensas que o pastor assembleiano, recebe nas redes sociais possam cessar. “Se esse Senhor, que representa os movimentos ABLGBT, realmente for intencionado no sentido de apaziguar ânimos, deveria orientar seus seguidores a não proferir ofensas e ameaças de morte através das redes sociais”.

Feliciano também se compromete a enviar um ofício para o Ministério Público e para a Polícia Federal para que os casos sejam investigados. “Se for o caso, iniciarmos procedimentos investigatórios cabíveis, visando proteger a integridade do nosso irmão em Cristo”, disse ele.

Com informações Site Oficial de Marco Feliciano