Página Inicial » Brasil

Marco Feliciano pede fim de patrocínios ao Porta dos Fundos

O vídeo divulgado no Natal ofendeu cristãos católicos e evangélicos e uma representação criminal foi aberta contra os humoristas.

por Leiliane Roberta Lopes


Marco Feliciano pede fim de patrocínios ao Porta dos Fundos Marco Feliciano pede fim de patrocínios ao Porta dos Fundos

O deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) enviou uma carta aberta à FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) solicitando que eles reavaliem o patrocínio dado ao canal Porta dos Fundos.

O texto foi endereçado ao presidente da instituição, o doutor Paulo Skaf, para que ele entenda que os vídeos do referido canal estão “achincalhando” a fé cristã.

“Aproveito para, encarecidamente, pedir a v. Sa. e seus representados, que reflitam sobre o patrocínio que estão proporcionando ao site chamado de “Porta dos Fundos” que, reiteradamente, vem através de seus vídeos, que alegam proporcionar humor aos seus espectadores e nada mais fazem do que achincalhar as pessoas como nós que professamos a fé cristã.”

Feliciano escreve que muitos vídeos já desrespeitaram os cristãos, mas que no “especial de fim de ano” o grupo de humoristas “colocou atores como personagens da Sagrada Família, de forma esdrúxula, vociferando palavrões totalmente desnecessários”.

A FIESP foi procurada pelo parlamentar pois em um artigo escrito para o jornal Folha de São Paulo um dos integrantes do Porta dos Fundos, Gregório Duvivier, cita os anunciantes do canal em resposta a uma crítica do Arcebispo de São Paulo Dom Odilo Scherer.

O pedido do deputado evangélico é para que os donos de indústrias que anunciam no Youtube reavaliem esses patrocínios que “entregam fortunas” nas mãos dos humoristas. Vale lembrar que além de lideranças evangélicas, o vídeo especial de Natal do Porta dos Fundos também foi criticado por lideranças católicas.

Um missionário católico chegou a se pronunciar pedindo para que os fiéis denunciem o vídeo de Natal para a Polícia Federal e a Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família abriu uma representação criminal contra os humoristas no Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPE-RJ).

Leia na íntegra:

Carta aberta de Marco Feliciano

 

Prime Cursos

Leia mais...


Comentários