Página Inicial » Brasil

Padre Marcelo acredita que Brasil nunca será totalmente ateu ou fiel da Igreja Universal

O católico divide as igrejas evangélicas entre as tradicionais e as seitas e acredita que Jesus usaria as redes sociais para levar a mensagem

por Leiliane Roberta Lopes


Em entrevia ao jornal Correio da Manhã o padre Marcelo Rossi respondeu uma pergunta sobre o que mais o assustaria: um Brasil com a maioria ateia ou fiel a Igreja Universal do Reino de Deus e o padre católico foi enfático ao dizer que nenhuma das alternativas vai acontecer com o país.

“Não acredito que isso possa acontecer. Nunca. O Brasil não vai deixar que isso aconteça. Quem prega um Deus e vende chaves do reino dos céus…”, disse o padre-cantor.

A entrevista falava sobre o livro Ágape que se tornou um sucesso editorial alcançando 7 milhões de cópias vendidas. O jornalista também aproveitou para saber se Rossi se incomoda com o crescimento das igrejas protestantes e ele divide o segmento entre seitas e igrejas tradicionais.

“Há igrejas e igrejas. Uma coisa são as igrejas tradicionais evangélicas e outra são as seitas”, afirmou ele. Marcelo Rossi percebe que as igrejas evangélicas estão marcando presença nas redes sociais e observa que a Igreja Católica precisa fazer o mesmo.

O repórter questionou o padre sobre se Cristo vivesse neste século se ele usaria as redes sociais para difundir sua mensagem e o padre acredita que sim. “Com certeza que Jesus Cristo usaria as redes sociais. Estaria em todos os meios de comunicação.”

Marcelo Rossi tem uma forma peculiar de aproximar o público da religião, tanto que está construindo em São Paulo um santuário para 100 mil pessoas. Esse jeito carismático chegou a ser elogiado pelo Papa Bento XVI. “Em 2010 recebi um prêmio do Papa Bento XVI enquanto evangelizador moderno. E o Santo Padre disse-me: “Continue.” Precisamos evangelizar de um modo moderno. As redes sociais são essenciais”.

Com informações Correio da Manhã