Página Inicial » Brasil

Pastora Renee Murdoch agredida no Rio está em estado grave

Assunto movimenta correntes de oração em várias igrejas do Brasil

por Jarbas Aragão


Pastora Renee Murdoch agredida no Rio está em estado grave Pastora Renee agredida no Rio está em estado grave

O pastor Philip Murdoch nasceu no Rio de Janeiro, em 1968. Ele cresceu no Brasil, mas na época da faculdade morou com os avós nos EUA e se formou em engenharia civil. Filho de missionários, ele chegou a trabalhar na área até que Deus o chamou para assumir o ministério em uma grande igreja no sul dos EUA.

Em 2000, Philip e sua esposa, pastora Renee (44) e os quatro filhos, Julia (15), Miquéias (13), Caroline (11) e Ethan (8) vieram para o Brasil para iniciar uma igreja local (www.ilan.org.br) e um ministério de plantação de igreja chamada Luz às Nações ( www.lighttothenations.org ).

O ministério é bem sucedido, Philip e Renee trabalham muito no treinamento de plantadores de igrejas. Seus esforços já ajudaram a plantar mais de 520 igrejas nos últimos 7 anos.

Juntamente com o trabalho da igreja, eles lideram um programa chamado Programa de Aprendizagem Global ou GAP (www.thegap.com.br). Seu foco é treinar e desenvolver cristãos do Brasil e dos EUA que um chamado para missões em tempo integral ou plantação de igrejas. Além disso, em 2006, abriram uma editora chamada Luz às Nações (www.edilan.com.br).

De repente, a vida desses pastores foi marcada por uma tragédia. A pastora Renee saiu para fazer sua corrida na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, na sexta-feira (26).

Abordada pelo morador de rua Alexandre Luis de Oliveira Francesco, 38, ela acabou sendo agredida com duas pauladas na cabeça e sofreu um traumatismo craniano.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio ela passou por uma neurocirurgia e seu estado é estável, porém gravíssimo.

De acordo com informações da 16ª DP, o morador de rua foi preso em flagrante, autuado por tentativa de homicídio. Há sinais que Alexandre possua deficiência mental. No mesmo dia, ele depredou um quiosque e, por isso, a Guarda Municipal foi chamada. Ao chegar no local, ele já havia agredido a pastora. Pessoas que estavam no local estavam prestes a linchá-lo quando os guardas chegaram e impediram.

Rapidamente correntes de oração foram convocadas nas redes sociais. A pastora Sara Sheeva comentou o caso. Muitos evangélicos afirmaram estar orando pela saúde dela e a igreja Luz às Nações publicou uma declaração de fé, afirmando crer na recuperação de sua pastora. Vários pastores postarem em seus sites e blogs comentários e pedidos de oração sobre o ocorrido.

Neste vídeo, postado no site da igreja, o pastor Philip, esposo de Renne dá um relatório sobre a situação dela:


Leia mais...


Comentários