Página Inicial » Israel

Rumor da vinda do Messias preocupa judeus

Documentos divulgados na internet geram polêmica entre rabinos

por Jarbas Aragão


Muitas teorias sobre o fim do mundo acontecer ainda este ano têm se espalhado, sobretudo na Internet. Mas poucas delas falam sobre a possível volta do Filho de Deus à Terra para salvar a humanidade.

O povo judeu espera a chegada do messias salvador há muitos séculos e, segundo alguns grupos, esse momento estaria muito perto.

Semanas atrás começou a circular na internet a notícia de que líderes judeus estariam cogitando a vinda do Messias para breve. Alguns estariam marcando a data para os últimos meses de 2012, elevando as expectativas em algumas comunidades judaicas.

Segundo o portal Terra, do Chile, toda a questão começou quando duas das maiores autoridades judaicas do mundo, os rabinos Yona Metzger e Shlomo Amar, enviaram uma carta onde falavam sobre o aborto em massa e a vinda do messias.

Logo surgiram documentos “proféticos” que denunciavam esse Messias como falso, denominando-o de “o anticristo”.

O portal Terra tentou verificar a veracidade dessas declarações e entrevistou o rabino líder da comunidade judaica no Chile, Eduardo Wangortin.

De acordo com ele, foi levantada a hipótese que, entre novembro e dezembro deste ano, o messias viria finalizar o ciclo da humanidade como a conhecemos. No entanto, esta teoria não é aceita pela maioria dos judeus.

“Na verdade, os judeus sempre acham que o Messias virá a qualquer momento, mas de nenhuma maneira marcam a data. Em nenhum lugar dos escritos dos sábios existe um número que indica a data da vinda do Messias. Então, esperamos o Messias todos os dias e ensinamos que nosso comportamento deve ser tão bom que nos faça merecer a sua vinda”, explica ele.

Wangortin acrescenta que, “a expectativa pelo messias é uma marca de esperança constante, nossa visão da história é esperançosa e constantemente pensamos que o próximo dia será melhor que o anterior porque está mais próxima a vinda do messias. Ele pode ser o próprio Deus, ou pode ser uma geração de jovens que iniciem um caminho de fraternidade, de paz e amor, e seria uma geração messiânica. Mas não definimos uma data específica para sua vinda, que não depende de nós, mas apenas de Deus. Nós somos, basicamente, racionalistas e positivistas”, conclui.