Página Inicial » Internacional

Será que haverá um novo Billy Graham?

O pastor evangelista está com 92 anos e os americanos querem saber que pastor poderá substituí-lo

por Gospel Prime


O pastor Billy Graham foi e é o evangelista de maior influência na sociedade americana, mas há 15 anos adquiriu o mal de Parkinson e uma série de doenças recorrentes da idade avança, 92 anos, que fizeram com que o pastor diminuísse suas atividades ministeriais.

Diante disso os americanos se perguntam: quem poderá substituir Billy Graham?

Artigos em uma variedade de publicações baseadas na fé para a economia já mencionaram nomes de pastores e líderes que  possivelmente poderiam substituir Graham.

Entre eles citaram o nome do evangelista Luis Palau que tem sido chamado de “o Billy Graham da América Latina”. Ele começou a pregar a palavra de Deus, em Buenos Aires, Argentina como um pré-adolescente. Hoje ele é mais conhecido por eventos evangelísticos tipo ‘festas’ com música cristã para jovens nos Estados Unidos e outros países também.

O pastor Rick Warren foi nomeado como o evangelista mais poderoso da América pelo site Economist em 2008. Para ter certeza, seu livro The Purpose Driven Life (Uma Vida com Propósitos) desafiou os Cristãos e não Cristãos a perceber que a vida não é sobre nós, mas sobre algo grandioso – é tudo sobre o propósito de Deus para nossas vidas.

Outro pastor que poderia substituí-lo seria Joel Osteen pastoreia a maior Igreja dos Estados Unidos, Igreja Lakewood, em Houston, e tem nos últimos tempos tentado superar a imagem que a sua mensagem é apenas de prosperidade. Ele disse a Larry King, da CNN, em uma entrevista em 2007 que seu desejo é que as pessoas conheçam a Cristo como seu Salvador; mas, no entanto, não vamos chegar a lugar nenhum apenas pregando as coisas negativas.

O pastor Greg Laurie da Harvest Christian Fellowship, em Riverside, Califórnia, também já foi citado, por lotar as casas tanto na estrada como em sua Igreja com sua capacidade de atingir várias gerações em fácil compreensão, mas com discursos intransigentes, sermões e livros.

Mas Laurie rejeitou essa comparação de 2005, especialmente depois de passar dois dias com Graham. Os dois discutiram 2 Crônicas 7:14 como escrito pelo povo de Deus, e não os não-crentes, a se voltarem para Deus em arrependimento, com a esperança de ver um reavivamento espiritual nos Estados Unidos.

Em um artigo escrito em 1997 na revista Christianity Today Billy Graham já respondia essa pergunta. Para o evangelista, o cristianismo se espalhou por todo o mundo pós-bíblico não por poucos, mas por muitos, ou seja não existe um próximo Billy Graham, mas ele deseja que todos os cristão sigam esse trabalho de evangelização.

A importância de Graham no mundo

Graham está no ministério desde 1940 e com sua personalidade e filosofia conseguiu atravessar muitas das maiores divisões do mundo.

Foi ele quem falou com Martin Luther King Jr. sobre a reconciliação racial. Ele foi o primeiro evangelista branco a convidar um pastor Afroamericano a viajar com ele (Howard S. Jones).

Graham foi capaz de viajar por trás da Cortina de Ferro e falar com os dirigentes soviéticos, quando a queda da cortina era apenas uma esperança brilhando nos olhos dos Estados Unidos. Ele tornou-se um amigo conhecido ou conselheiro espiritual de vários presidentes dos EUA.

Ao envelhecer, ele cruzou as fronteiras geracionais, vendo a importância da música moderna como uma forma de chegar aos jovens. Suas programações de cruzada eram cheias de velhos hinos tradicionais favoritos com o aparecimento de jovens artistas populares cristãos contemporâneos.

Com informações Christian Post


Leia mais...


Comentários