Página Inicial » Política

Malafaia comemora decisão do Senado de enterrar PL 122

O líder evangélico agradeceu aos senadores que votaram em favor do apensamento

por Leiliane Roberta Lopes


O pastor Silas Malafaia escreveu nesta quarta-feira (18) um artigo em seu site, o Verdade Gospel, comentando a decisão do Senado em anexar o PL 122 ao projeto de reforma do Código Penal (PLS 236/2012).

Como crítico do tal projeto, Silas Malafaia comemorou por saber que o texto que dava privilégios aos homossexuais não será mais discutido. “Depois de 7 anos de uma luta árdua contra um projeto de lei que era um verdadeiro lixo moral para beneficiar os gays em detrimento do restante da coletividade da sociedade, finalmente o senado deu um basta”, escreveu.

Aproveitando o momento, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) elogiou o trabalho dos senadores que votaram em favor do projeto do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), incluindo o Lindbergh Faria (PT-RJ) e Magno Malta.

O candidato ao Governo do Rio de Janeiro se colocou contra o próprio partido ao votar favoravelmente ao projeto de apensamento da PL 122.

“Mesmo o PT usando todo o seu poder político para aprovar esta aberração, e tenho eu aqui que ressalvar a atitude corajosa do senador Lindbergh Farias que contrariando a decisão partidária, votou pelo fim do PLC 122/06″, disse Malafaia.

O pastor evangélico também criticou a postura de Walter Pinheiro (PT-BA) que resolveu não participar da votação para não ter que contrariar o partido. Pinheiro é da Igreja Batista em Salvador e faz parte da Frente Parlamentar Evangélica que tem lutado contra o PL 122 em todos esses anos.

O PLS 236/2012 engloba o assunto de discriminação ao tipificar a intolerância, o racismo e todo tipo de violência, não deixando os homossexuais desprotegidos e garantindo a punição para casos de discriminação.

Ao comemorar a decisão, Malafaia voltou a dizer que o texto privilegiaria um grupo e que agora venceu “a liberdade que o estado democrático de direito dá aos seus cidadãos”.

Malafaia também fez um alerta para ao povo evangélico: “Por fim, preste bastante atenção nos senadores que votaram pelo fim do PLC 122/06, os senadores que votaram a favor da permanência do projeto, e também os que estiveram presentes, mas saíram na hora da votação, se omitindo de maneira covarde de uma posição firme contra uma aberração deste nível”.


Leia mais...


Comentários