Mais de 100 eventos religiosos ocorreram na Câmara em 2016

Missas, cultos e até cerimônias Seicho-no-ie ocorreram nos plenários


Mais de 100 eventos religiosos ocorreram na Câmara em 2016

A Comissão da Câmara dos Deputados recebeu, no ano de 2016, mais de 100 eventos religiosos em horários vagos. A informação, divulgada pela revista Exame, afirma que a Casa defere todos os pedidos para a realização de celebrações religiosas, na intenção de preservar a laicidade do Estado.

“Desde que não interfiram em nenhuma atividade parlamentar ou institucional e que observem a antecedência máxima de 15 dias, todos os pedidos são deferidos, independentemente da natureza do culto religioso, preservando-se a laicidade do Estado”, afirmou a Casa.



Assim, missas, cultos evangélicos, cerimônias espíritas e da Seicho-no-ie acontecem com certa regularidade. No entanto, a predominância no local é de reuniões protestantes e católicas.

A Casa também afirma que as reuniões religiosas são pedidos originais de servidores, terceirizados ou deputados federais que aproveitam de horários de almoço para manifestar publicamente suas crenças.

Os eventos aumentaram a partir do ano de 2009 e, segundo a Casa, não acarretam despesas para a Câmara dos Deputados. “A participação da Casa nesse tipo de evento está restrita à cessão dos espaços”.



Segundo a revista, as cerimônias não ocorrem durante recessos parlamentares e a frequência comum é de três vezes por semana, especialmente às segundas, quartas e sextas.




Deixe seu comentário!