MENU

51% dos cristãos não sabem o que é a “Grande Comissão”

Pesquisa do Instituto Barna mostra o crescente desinteresse pela evangelização


Evangélicos
Evangélicos

Mais da metade dos fiéis entrevistados na pesquisa conduzida pelo Instituto Barna dizem desconhecer o termo “Grande Comissão”, indicando o crescente desinteresse pela evangelização.

“Grande Comissão” é um termo usado para descrever o mandamento de Jesus em Mateus 28: 18-20: “Ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”.

Leia mais

O objetivo do estudo da Barna, focado em igrejas evangélicas, descobriu que 51% dos que frequentam a igreja regularmente não conhecem a “Grande Comissão”. Além disso, 25% disseram ter ouvido falar, mas não sabem dizer o “significado exato”, 17% diziam saber com certeza, e 6% “não têm certeza”.

Segundo George Barna, que conduziu o levantamento com 1004 pessoas, “Os dados indicam que as igrejas estão usando menos a frase, revelando a falta de prioridade ou do foco nas implicações da Grande Comissão”.

O relatório indica que as pessoas mais velhas conhecem mais sobre o termo, enquanto os milenares (menos de 25 anos) estavam menos familiarizados ​​com a questão da evangelização mundial.

Os pesquisadores de Barna, no entanto, admitem que embora seja um termo usado inclusive em algumas versões da Bíblia como “subtítulo” antes da parte final de Mateus 28, nem todos os entrevistados desconhecem o mandamento das Escrituras.

O relatório sobre o tema “Grande Comissão” vem à tona poucos meses depois do Instituto Americano de Cultura e Fé (IACF) divulgar um estudo mostrando que as igrejas não enfatizam mais o evangelismo como no passado.

O IACF mostrou em uma ampla pesquisa publicada em dezembro do ano passado que um número cada vez menor de igrejas “ensina e prepara seus membros para o evangelismo nos dias de hoje, com resultados óbvios e inegáveis”.

Estudiosos também apontam para a relação disso com o levantamento da Eastern Illinois University, mostrando que a maioria das denominações não possui um trabalho adequado de acompanhamento após as decisões em cultos. Ele indicou que apenas 33% das pessoas dizem ter “mudado de vida” e começaram a frequentar mais a igreja, depois de “aceitar a Jesus”. Com informações de Christian Post



Assuntos:


Deixe seu comentário!

Mais notícias