ADUD publica nota sobre condenação de Marcos Pereira

Vice-presidente refuta acusações de que a igreja servia de deposito de armas e drogas.


ADUD publica nota sobre condenação de Marcos Pereira

O Missionário Luís Carlos, vice-presidente da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), publicou nota na página oficial da ADUD no Facebook, logo após a condenação do pastor Marcos Pereira, criticando a imprensa.

Em nota, Luís Carlos contesta as acusações de que a igreja serviria para deposito de armas e drogas. “A Assembleia de Deus dos Últimos Dias é composta de gente religiosa, de famílias e cidadãos”, afirma.

O líder questiona também o fato das mídias seculares nunca publicarem o contraditório e afirma que isso acontece porque os membros da igreja não iriam falar o que eles querem ouvir.


  Realize o Seu Sonho de Tocar Piano sem Sair de Casa. Comece Agora!


O vice-presidente da ADUD também afirma que a investigação contra Marcos Pereira foi “tendenciosa e parcial”

“Não somos contra uma investigação, desde que seja imparcial. Somos uma instituição legítima que tem princípios cristãos, exigimos respeito”, conclui.

Condenação

Marcos Pereira foi condenado na tarde desta quinta-feira (12) a 15 anos de prisão por estupro. O advogado do pastor prometeu recorrer e afirma que a condenação teve como base apenas os relatos das supostas vítimas.

“É uma injustiça porque não tem nenhuma prova no processo. Parece que o direito penal foi rasgado para o caso dele”, disse Marcelo Patrício.

Leia na íntegra:

Nota - ADUD




Deixe seu comentário!