Anthony Garotinho e Silas Malafaia medem forças na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

O partido da República (PR) do Rio de Janeiro está passando por uma crise que além de política é também...


Anthony Garotinho e Silas Malafaia medem forças

O partido da República (PR) do Rio de Janeiro está passando por uma crise que além de política é também religiosa e familiar. De um lado está Anthony Garotinho, deputado federal e presidente da legenda, que defende e apóia sua filha, a deputada estadual Clarissa. Do outro lado está o pastor Silas Malafaia que defende seu irmão o também deputado estadual Samuel Malafaia, ambos pelo PR.

De acordo com o jornal O Dia, os problemas começaram ainda na eleição de 2010. Silas se queixou de que o irmão não tinha espaço na propaganda eleitoral, causando mal-estar no partido. Na época, Clarissa Garotinho ficou com a maior parte do tempo.



Na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) os desentendimentos no PR continuaram após as eleições, por causa da eleição para a presidência da Assembleia. Apenas Clarissa votou contra Paulo Melo, enquanto os outros oito deputados da legenda votaram a favor do peemedebista.

Samuel Malafaia, inclusive, compôs a chapa, com a vaga da 1ª suplência da Mesa Diretora. Samuel afirma ao jornal que Garotinho pode perder bastante com o eleitor evangélico. “Ele se tornou evangélico há pouco tempo. Nós já somos há muito tempo. O deputado estadual Édino Fonseca, por exemplo, também é evangélico e integra o grupo que votou com Melo”, afirmou. Ele acredita, porém, que os desentendimentos no partido sejam desfeitos.

Mas para o secretário-geral do PR, Fernando Peregrino, Garotinho não está ameaçado de perder a confiança dos evangélicos. “Os evangélicos não votam em apenas um candidato. Essa é uma crise de crescimento do partido”.



Confirmando a visão do secretário o cientista político Ricardo Ismael, da PUC-RJ, acredita que a recente crise do PR não seja sinônimo de enfraquecimento de Garotinho dentro do partido. De acordo com ele, o deputado federal ainda é a maior força da legenda, apesar de suas orientações não terem sido seguidas pelos deputados da Alerj.

Anthony Garotinho foi o deputado federal mais votado do Rio, com 694 mil votos. Sua filha teve 118 mil votos para deputada estadual e Samuel Malafaia 130 mil votos.



Fonte: Gospel Prime

Com informações O Dia

 




Deixe seu comentário!