MENU

Arqueólogo fala sobre as provas históricas da existência de Jesus na TV

Rodrigo Silva é pós-doutor em arqueologia bíblica


Rodrigo Silva no Todo Seu
Rodrigo Silva no programa Todo Seu. (Foto: Reprodução / Yotube)

O cantor e apresentador Ronnie Von recebeu, no programa Todo Seu, o arqueólogo e teólogo Rodrigo Silva. A programação abordava os mitos e verdades acerca da figura de Jesus Cristo.

Rodrigo é doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. Assunção (SP), com pós-doutorado em arqueologia bíblica pela Andrews University (EUA) e tem alcançado notoriedade com seus estudos e livros.

Uma de suas obras, Escavando a Verdade: A Arqueologia e as maravilhosas histórias da Bíblia, foi destacada na edição. Questionado acerca da existência de Jesus Cristo, Rodrigo disse que são várias as evidências que comprovam.

Leia mais

Ele também explicou os desdobramentos sobre a concepção de “mito”. “Quando a gente fala ‘mito’, o mito pode ser criado de duas maneiras: Pode haver o mito como a Chapeuzinho Vermelho e o mito do Tiradentes, retratado de roupa branca e tudo o mais”.

“Em princípio, deixe-me dizer que embora eu creia piamente que Jesus Cristo é um personagem histórico, com confirmação histórica e condizente com aquele que a Bíblia apresenta, devo também admitir que existem mitos sobre Jesus”. Em seguida, o teólogo falou do desconhecimento de populações de países ricos, atualmente, sobre a figura de Cristo.

Durante o programa, Silva chegou a trazer alguns objetos históricos como moedas, botija de vinho e pregos de crucificação. Acerca dos pregos, o teólogo utilizou-se para citar o quanto a crucificação era algo considerado vergonhoso para a sociedade romana.

“Dizia-se que era preferível o suicídio à morte de cruz. Pra você ver: Os romanos tinham um tabu muito grande com relação ao suicídio. Uma pessoa que se suicidava na cultura romana não tinha direito a um sepultamento digno”, afirmou.

Entre outros temas abordados pelo teólogo, falou sobre passagens bíblicas, as polêmicas em torno do suposto casamento de Jesus e a sua possível fisionomia, a qual ainda não há consenso mesmo nos dias atuais.

Assista o programa na íntegra:




Deixe seu comentário!