MENU

Arqueólogo diz ter encontrado relicário de restos mortais dos apóstolos

Descoberta foi encontrada nas ruínas de uma igreja do primeiro século


Relicário
Relicário encontrado em el-Araj, esculpido em rocha basáltica. (Foto: Mordechai Aviam)

Mordechai Aviam, arqueólogo e professor na Faculdade Acadêmica Kinneret, descobriu um bloco de 661 quilos de basalto, com três compartimentos no topo, nas ruínas de el-Araj, onde seria a antiga cidade israelense de Betsaida. Foi também achado um relicário que pode ter sido usado para guardar os restos mortais dos apóstolos Pedro, André e Filipe.

A cidade é mencionada na Bíblia em João 1.44 como a cidade natal dos três apóstolos. Aviam admitiu que ainda deve acontecer uma avaliação por outros pesquisadores para entender se el-Araj é de fato a antiga Betsaida, mas já adiantou que há uma grande possibilidade. Enquanto um grupo de arqueólogos cavavam as ruínas de uma igreja que existia naquela cidade, o relicário foi encontrado.

Leia mais

“Não encontramos na escavação, mas nos escombros de uma casa de dois andares, construída por um homem rico de Damasco”, disse o professor. Ele explicou que aquela casa fazia parte do terreno que esse homem possuiu no final do século XIX. De acordo com as evidências, o relicário pode ter sido colocado no piso abaixo do altar da igreja, já que o fundo da pedra era áspero e não esculpido como no topo.

Nas igrejas bizantinas, os relicários de conteúdos sagrados sempre estão posicionados dessa forma. “Sinto que essa era a igreja dos três apóstolos”, disse Aviam. No local fica uma vila de pescadores, nas margens do lago Kinneret, onde no primeiro século era um assentamento urbano, onde havia uma casa de banhos. Atualmente, o local está disponível para escavação.



Assuntos: , , , ,


Deixe seu comentário!


Mais notícias