Ativistas gays invadem site de Marco Feliciano

Parlamentar registrou queixa em delegacia de crimes cibernéticos.


Ativistas gays invadem site de Marco Feliciano

Neste domingo (7) o site do pastor Marco Feliciano, deputado federal pelo Partido Social Cristão de São Paulo, foi invadido por ativistas gays. Na página inicial do site foi colocado uma imagem com as cores do arco-íris, símbolo do movimento gay, e uma mensagem contra ele.

Ao abrir o site, a paródia da música “I will survive” era executada e o logotipo das lojas “O Boticário”, exibido. Também uma montagem com imagem representando Jesus publicada no site e o rosto do parlamentar estava em uma das mãos.



O parlamentar virou alvo dos ativistas homossexuais após ter seu nome indicado para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Na época, Feliciano passou a ser perseguido por militantes e chegou a sofrer ameaças.

Marco Feliciano respondeu ao ataque através de sua conta no Twitter, onde afirmou se sentir “honrado” por ter sido escolhido “por essa turma” e disse que os ativistas “destilam ódio e preconceito”.

Hacker Feliciano
Site hackeado.

“Parabéns também aos hackers-gays financiados por ONGs que se alimentam dos cofres públicos, por destilarem sua intolerância e seu preconceito. […] Me sinto honrado de mais uma vez ter sido escolhido por esta turma, isso mostra que meu trabalho em proteger a família precisa continuar!”, publicou o deputado em sua conta.



Segundo mensagem publicada no site, o grupo “ProtoWave” foi o responsável por hackear a página. A assessoria do parlamentar informou que a Polícia Federal irá investigar o crime, e que foi feita uma denúncia na 4ª Delegacia de Delitos Praticados por Meios Eletrônicos (DIG-DEIC).

O parlamentar quer que o servidor de hospedagem do site também seja investigado, pois desconfia de informações privilegiadas. Em 2013 as mídias do deputado foram alvo de milhares de tentativas de invasão.




Deixe seu comentário!