MENU

Bancada da Bíblia pressiona Maia em defesa da família

Deputado Takayama apresenta demandas a presidente da Câmara


Bancada da Bíblia com Rodrigo Maia
Bancada da Bíblia com Rodrigo Maia

Enquanto está em vigor a intervenção federal no Rio de Janeiro, não é possível tramitar no Congresso as PECs (Projetos de Emenda Constitucional). Devido a uma ação contínua dos partidos de oposição ao governo Temer, várias pautas estão trancadas na Casa de Leis.

Na tentativa de agilizar votações importantes para a família brasileira, os líderes da Frente Parlamentar Evangélica (FPE) e a Frente Católica, e a Frente em Defesa da Vida e da Família se reuniram nesta quarta-feira (21) com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Leia mais

O objetivo foi pedir a urgência das votações de pautas como a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O deputado Diego Garcia fez um pedido de apreciação do PL 4486/2016, que deve retirar várias questões nocivas presentes na Base atual, como a ideologia de gênero.

O deputado pastor Takayama (PSC/PR), presidente da FPE ressaltou que “As Frentes Evangélica, Católica e da Família sempre estão juntas nas questões morais. Como existem alguns projetos que dependem da direção da mesa, apresentamos as demandas mais urgentes do momento, pois percebemos uma dificuldade. Somos representantes de uma parcela expressiva da população e nossa voz não está sendo ouvida. Acho que a BNCC não pode ser unilateral e deve ouvir os deputados de cada segmento. Apresentamos ao presidente Maia o pedido para pautarmos assim que possível a PEC da Vida (PL 181/2015), o Estatuto da Família (PL 6583/2013), Estatuto do Nascituro (PL 478/2007)”.

Na avaliação do presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família., Diego Garcia (Pode/PR), o encontro das lideranças com Rodrigo Maia foi “muito positivo”. O parlamentar disse que “as três frentes unidas mostraram a necessidade de apreciação da BNCC para fazermos logo essa discussão no Congresso nacional. Queremos que o Estatuto da Família seja votado no mês de maio e vamos trabalhar para que possa ir logo para o Senado Federal. Além disso, temos o Estatuto do Nascituro, que está sendo analisada pela Casa desde 2007! Já passou da hora de levarmos a questão para o plenário e fazer essa discussão que está madura”.

Também saiu da reunião confiante o deputado Victório Galli (PSL/MT). “Estávamos preocupados em colocar pessoas conservadoras no Conselho de Educação. Ficou acertado que as indicações que serão feitas vão contemplar deputados evangélicos e católicos, que defendem pautas conservadoras”, comemorou.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!