6/10/2014 - 15:02

Confira como ficou a bancada evangélica na Câmara Federal

Marco Feliciano, Irmão Lázaro e Pastor Eurico são os mais votados em seus estados


Confira como ficou a bancada evangélica na Câmara Federal Confira como ficou a bancada evangélica na Câmara Federal

A bancada evangélica de 2015 terá mais de 40 deputados federais, muitos deles reeleitos e outros iniciantes na vida política como é o caso do cantor Irmão Lázaro (PSC) eleito como deputado federal pela Bahia com 161.438 votos.

Irmão Lázaro ficou no terceiro lugar entre os mais votados de seu estado, mesma posição alcançada pelo Pastor Marco Feliciano (PSC) em São Paulo onde teve 398.087 votos, 186 mil votos a mais em relação à eleição de 2010.

Já o Pastor Eurico (PSB) ficou em segundo lugar entre os deputados mais votados em Pernambuco tendo 233.792 votos. Mesma posição alcançada por Silas Câmara (PSD) no Amazonas, onde conseguiu se reeleger com 166.281 votos.

Apesar das reeleições de nomes como João Campos (PSDB-GO), Roberto de Lucena (PV-SP), Paulo Freire (PR-SP), Márcio Marinho (PRB-BA), Missionário José Olímpio (PP-SP), Arolde de Oliveira (PSD-RJ) e outros, a Frente Parlamentar Evangélica perde nomes como Lauriete, Marcelo Aguiar, Acelino Popó, Antônia Lúcia que não disputaram as eleições ou não se reelegeram.

Entre os nomes novos podemos citar Alan Rick (PRB-AC), Julia Marinho (PSC-PA), Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ), Geovania de Sá (PSDB-SC) e Marcos Soares (PR-RJ) que chegam para somar força na defesa dos valores cristãos.

Gráfico - Deputados evangélicos por partidos

 

Deputados federais por estado:

Acre
Alan Rick (PRB)

Amapá
André Abdon (PRB)

Amazonas
Silas Câmara (PSD)

Bahia
Erivelton Santana (PSC)
Irmão Lázaro (PSC)
Márcio Marinho (PRB)
Sérgio Brito (PSD)
Tia Eron (PRB)

Ceará
Ronaldo Martins (PRB)

Distrito Federal
Ronaldo Fonseca (PROS)

Espírito Santo
Manato (SD)
Sérgio Vidigal (PDT)
Max Filho (PSDB)

Goiás
Fábio Sousa (PSDB)
João Campos (PSDB)

Maranhão
Cleber Verde (PSDB)
Eliziane Gama (PPS)

Mato Grosso
Victório Galli Filho (PSC)

Minas Gerais
George Hilton (PRB)
Leonardo Quintão (PMDB)
Lincoln Portela (PR)
Stefano Aguiar (PSC)
Weliton Prado (PT)

Pará
Julia Marinho (PSC)
Josué Bengtson (PTB)

Paraná
Christiane Yared (PTN)
Delegado Francischini (SD)
Edmar Arruda (PSC)
Hidekazu Takayama (PSC)

Pernambuco
Anderson Ferreira (PR)
Pastor Eurico (PSB)

Piauí
Rejane Dias (PT)

Rio de Janeiro
Arolde de Oliveira (PSD)
Aureo (SD)
Benedita da Silva (PT)
Clarissa Garotinho (PR)
Eduardo Cunha (PMDB)
Ezequiel Teixeira (SD)
Francisco Floriano (PR)
Marcos Soares (PR)
Sóstenes Cavalcante (PSD)
Washington Reis (PMDB)

Rio Grande do Norte
Antônio Jácome (PMN)

Rio Grande do Sul
Carlos Gomes (PRB)
Onyx Lorenzoni (DEM)
Ronaldo Nogueira (PTB)

Rondônia
Marcos Rogério (PDT)
Nilton Capixaba (PTB)

Roraima
Carlos Andrade (PHS)
Johnathan de Jesus (PRB)

Santa Catarina
Geovania de Sá (PSDB)

São Paulo
Antônio Bulhões (PRB)
Bruna Furlan (PSDB)
Edinho Araújo (PMDB)
Gilberto Nascimento (PSC)
Jefferson Campos (PSD)
Jorge Tadeu Mudalen (DEM)
Marcelo Squasoni (PRB)
Marco Feliciano (PSC)
Missionário José Olímpio (PP)
Paulo Freire (PR)
Roberto Alves (PRB)
Roberto de Lucena (PV)
Vinicius Carvalho (PRB)

Sergipe
Laércio Oliveira (SD)
Pastor Jony (PRB)