Benny Hinn é investigado em possível fraude fiscal

Sede do ministério foi vasculhada por agentes federais


Benny Hinn é investigado em possível fraude fiscal

Agentes federais do IRS – que investiga fraudes fiscais nos EUA – estiveram na sede do ministério de Benny Hinn em Grapevine, Texas. A busca ocorreu na manhã desta quarta-feira (26), mas só agora foram divulgados os motivos.

Dezenas de caixas de documentos foram retiradas do local pelas autoridades, mas ninguém foi detido. O agente Michael Moseley, do departamento de Investigação Criminal do IRS afirmou que eles cumpriam um mandato de busca e apreensão como parte de uma investigação sobre evasão de divisas e fraude fiscal.



O evangelista não estava presente, pois se encontra na França fazendo uma série de cruzadas.

Em nota oficial, o Ministério Benny Hinn afirma que está colaborando plenamente com os órgãos do governo, que estão “revisando” as operações financeiras da entidade. Reafirmam que possuem um sistema interno de controle e que têm total confiança que tudo será esclarecido.

Entre 2007 e 2010, o Comitê de Finanças do Senado norte-americano investigou os televangelistas, Kenneth Copeland, Creflo Dollar, Paula White, Joyce Meyer e Eddie Long, além de Benny Hinn. Não foram encontradas provas de que eles cometeram qualquer irregularidade.



No final das investigações, o senador Chuck Grassley, do Iowa, disse que as posses dos ministros, que incluíam mansões e jatinhos “não se justificavam”.

A Trinity Foundation, que investiga fraudes religiosas afirmou que há duas décadas o ministério Benny Hinn estava “sob suspeita” e cobrou mais transparência, uma vez que diferentemente de outros ministérios, ele não abria suas contas publicamente. Com informações de Christian News

Confira reportagem da CBS (em inglês):




Deixe seu comentário!