MENU

Cabo Daciolo lança pré-candidatura à Presidência pelo Patriota

Pela primeira vez, Brasil terá três presidenciáveis evangélicos


Cabo Daciolo
Cabo Daciolo

O presidente nacional do partido Patriota, Adilson Barroso, anunciou na manhã desta quarta-feira (28) no Plenário 7 da Câmara dos Deputados, o lançamento da pré-candidatura à Presidência da República do deputado federal Cabo Daciolo.

Algumas lideranças políticas e pastores estiveram presentes na cerimônia, que colocou o terceiro evangélico como presidenciável na corrida eleitoral. O tom dos discursos foi de esperança, embora reconheçam que o tamanho do partido não garante muito tempo no programa gratuito de rádio e TV.

Leia mais

Barroso afirmou que após a desistência de Jair Bolsonaro de concorrer pelo Patriota, “Deus levantou alguém com muito mais condições de ser presidente”. Daciolo, que saiu do Avante, foi apresentado como um candidato “puro e lúcido” e o Patriota como “O partido da vida e da família”.

Conhecido pela sua postura enfática nos discursos no plenário da Câmara dos Deputados, muitas vezes com a Bíblia na mão, Cabo Daciolo reiterou que a maioria da população é cristã e por isso acredita na possibilidade de ser eleito.

Em um discurso recheados de citações à Bíblia, em tom profético declarou: “Quando o povo entender que a solução está em Jesus Cristo. Deus vai levantar lideranças em todo o território nacional”.

“Quando você ora e pede algo ao Senhor, as portas se abrem”, afirmou o parlamentar. “Existe um caminho da vitória da nação: quando o povo clama a Deus.”

Além de enumerar alguns dos seus projetos para a nação, disse que a crise do país é artificial, criada para prejudicar ainda mais o povo e dar dinheiro aos banqueiros.

“A pátria brasileira não está quebrada, não está quebrada, mas está sem patriotismo e sem nacionalismo. Temos um cenário de escravidão”, disparou.

Além de falar sobre a necessidade de investimento em saúde e educação, ressaltou que a segurança pública seria uma de suas prioridades. Ao elencar os ‘inimigos’ da nação, apontou os políticos corruptos, os banqueiros e a Rede Globo.

Disse também que tem o apoio de militares e policiais estão se juntando à sua campanha. Anunciou que convidou um militar graduado para ser seu vice-presidente, mas preferiu não adiantar o nome.

Em fevereiro, ainda no Avante, Dacilo havia divulgado um vídeo diante do Palácio do Planalto, dizendo que iria concorrer. Testemunhando crer que “o Senhor é o Deus das causas impossíveis”, apontou para o Palácio e prometeu que o país terá “paz na nação, uma saúde de qualidade, uma educação de qualidade e uma segurança de qualidade, mas acima de tudo a presença do Espírito Santo de Deus”.

Ele é o terceiro presidenciável assumidamente evangélico. Os outros são Flávio Rocha, que concorrerá pelo PRB, e Marina Silva, que já disputou outras eleições mas nunca defendeu as pautas comuns ao segmento.




Deixe seu comentário!


Mais notícias