Ciência ajuda mulher trans a produzir leite e amamentar bebê

Quantidade de leite produzida era suficiente para 6 semanas de amamentação


Bebê amamentando
Bebê amamentando

Uma pesquisa publicada na revista especializada “Transgender Health”, do Reino Unido, mostrou pela primeira vez que uma mulher transgênero foi capaz de produzir leite e amamentar seu bebê.

Com 30 anos de idade, o homem que assumiu outro gênero há algum tempo, decidiu que iria amamentar seu bebê após sua companheira, que estava grávida, decidir que não queria tal essa experiência. Seu nome não foi revelado.

Ele se beneficiou de um tratamento experimental que envolveu a administração de um coquetel de remédios, incluindo um que estimulava a produção de leite e um bloqueador de hormônios masculinos. Além disso, precisou do bombeamento da mama. Embora tenha recebido terapia hormonal durante seis anos, nunca realizou cirurgia para mudança de sexo.

Um especialista do Reino Unido disse que a pesquisa poderá ajudar mais casos de amamentação por mulheres trans.

O estudo mostra que os resultados apareceram após os médicos iniciaram um tratamento de três meses e meio, que ajudou-o a produzir leite artificialmente. É o mesmo tipo de tratamento a que se submetem mulheres que adotaram bebês ou tiveram filhos através de uma “barriga de aluguel”.

Embora considerada “modesta” – cerca de 240 ml por dia – a quantidade serviu como única fonte de alimentação do bebê por seis semanas. Acompanhado pelos médicos, ficou constatado que o crescimento, a alimentação e os hábitos intestinais do bebê estavam “apropriados ao desenvolvimento”.

Depois desse período, a criança também começou a tomar leite de fórmula, pois a quantidade de leite produzida pelo pai não era suficiente.

Channa Jayasena, pesquisador da universidade britânica Imperial College especializado em endocrinologia reprodutiva, disse que este é o primeiro estudo científico publicado sobre o assunto.

Os pesquisadores dizem que ainda se faz necessário mais pesquisas para determinar qual seria o tratamento ideal para transexuais que desejem amamentar. Com informações de BBC





Deixe seu comentário!