MENU

Coreia do Norte enxerga cristãos como as “piores criaturas”

Cristã perseguida explica que naquele país todos são submetidos a uma lavagem cerebral


Hea-Woo
Hea-Woo. (Foto: Reprodução / Youtube)

Hea-Woo é uma cristã perseguida norte-coreana que já viveu num campo de trabalhos forçados em seu país, por causa de sua fé. Hoje em dia, ela vive na Coreia do Sul e tem muitas histórias para contar. Entre elas, enfatiza como os cristãos são vistos por aquela nação.

“Piores criaturas” foi um dos termos que usou. “Proferir a palavra ‘Jesus’ era uma sentença de morte”, lembra. Ao recordar de sua infância, disse que as crianças costumam ouvir que a Coreia do Norte é o país mais feliz para se viver. “Isso porque não são expostos à mídia internacional, então elas pensam que isso é verdade”, explica.

Leia mais

Muitos casais preferem viver sua fé em segredo para não colocar a família em risco. O silêncio é a melhor maneira de proteger os filhos. “Lá todo mundo é submetido a uma lavagem cerebral para ser vigilante um do outro”, revela.

Os cidadãos são aconselhados a denunciar todos aqueles que falam sobre assuntos que não são ensinados pelo governo. Hea-Woo que é viúva, conta que seu marido teve que fugir para a China, em 1996, onde fez parte de uma igreja. “Um dos diáconos dessa mesma igreja o delatou a um oficial de segurança pública”, indignou-se.

Depois desse episódio, ele foi levado à força para a Coreia do Norte, onde foi preso e torturado de forma terrível. Antes de morrer, porém, ele ainda liderou uma igreja clandestina na prisão.

Atualmente, Hea-Woo viaja pelo mundo para contar seu testemunho e disse que encontra cristãos que oraram durante vários anos pela sua nação. “Fico muito grata e sinto que Deus ama verdadeiramente a Coreia do Norte”, conclui.

Assista!



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!