Cresce o número de evangélicos sem ligação com igrejas

A diferença entre 2003 e 2009 é de 4 milhões de pessoas


Cresce o número de evangélicos sem ligação com igrejas

Uma reportagem publicada na Folha de São Paulo desta segunda-feira, 15, mostra que o número de evangélicos que não mantêm vínculo com nenhuma denominação cresceu significativamente nos últimos anos.

Os dados foram baseados em uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre “Orçamentos Familiares”. Ele mostra que em 2003 era apenas 4% dos evangélicos que não mantinham ligação com uma igreja e que em 2009 esse número já era de 14%, um salto de 4 milhões de pessoas.

Esse número representa pessoas que continuam se assumindo como evangélicas, mas não frequentam nenhuma denominação, algo parecido com os católicos não praticantes. Também entram nessa amostragem as pessoas que frequentam 2 e até mesmo 3 igrejas, sem criar vínculo com nenhuma.

A pesquisa também revelou a queda de fiéis entre católicos e protestantes históricos e também o crescimento das pessoas que se declaram sem religião e entre os neopentecostais.

Os sem religião representavam 5,1% da população e hoje já são 6,7%. Embora a categoria seja em geral identificada com ateus e agnósticos, pode incluir quem migra de uma fé para outra ou criou seu próprio “blend” de crenças –o que reforça a tese da desinstitucionalização.




Deixe seu comentário!