Criança nasce sem olhos e seus pais agradecem: “presente de Deus”

Mãe foi aconselhada a abortar, mas preferiu confiar nas promessas divinas


Criança nasce sem olhos e seus pais agradecem: "presente de Deus"

Christian Buchanan nasceu sem os olhos, vítima de um defeito congênito raríssimo, do qual só se conhece apenas 50 outros casos no mundo. Seus pais, Chris e Lacey, são evangélicos e contam que no início foi muito difícil lidar com isso. Contudo, hoje veem a situação com um “presente de Deus”.

“Quando escolhemos amar os outros apesar de suas diferenças, glorificamos a Deus por toda a  Sua criação”, ensina a mãe, Lacey. “Em vez de ouvir as pessoas dizendo “Sinto muito”, como se Christian tivesse morrido, eu queria ouvir: ‘Parabéns! Christian está aprendendo a sobreviver neste mundo’”.



Vivendo no interior do Tennessee, Estados Unidos, eles casaram cedo, enquanto ela ainda estava na faculdade. Com 23 anos ela engravidou, mas o bebê foi diagnosticado com Fissura lábio palatal de Tessier, síndrome rara em que o crânio experimenta uma má formação severa. Ela foi aconselhada a abortar pois os médicos afirmavam que o filho teria muitos problemas e poderia não viver por muito tempo.

Nas quatro primeiras semanas, Christian ficou na unidade de terapia intensiva neonatal. Quando finalmente voltou para casa, a vida de seus pais seria mudada para sempre. Eles tentaram de todas as maneiras arranjar tratamentos para garantir que a criança se desenvolvesse, mas seu seguro de saúde não cobria a reconstrução facial que ele necessitava.

A família e os amigos muitas vezes não entendiam como eles podiam continuar louvando a Deus em uma situação que desafiaria a fé de qualquer um. Contudo, eles confessam que o estresse da situação como um todo abalou a relação dos dois.



O mais difícil, segundo Lacey, foi quando começaram os ataques pelas redes sociais. Certo dia, uma desconhecida deixou um comentário numa foto de Christian que incomodou muito sua mãe. “Você é egoísta por deixá-lo viver apenas por que desejava ter um bebê. Você é patética como mãe. Ele terá uma vida miserável”, escreveu a desconhecida.

A resposta veio através de um vídeo onde ela conta sua história, que teve milhões de visitas no Facebook em pouco tempo. Também surgiram muitas pessoas de diferentes cidades se oferecendo para ajudar a família a pagar o tratamento.

“A doença mais incapacitante é a ignorância”, desabafa Lacey. “Um dia, quando Christian tiver idade suficiente, direi a ele:”‘Eu te amei demais para desistir de você. Eu te amo demais agora para desistir de você. Você é uma pessoa incrível que Deus escolheu para ser meu filho, e eu sou grata por isso'”

Aos poucos, a família Buchanan foi conseguindo com que Christian fizesse as operações de reconstrução no palato fendido. Hoje o menino leva uma vida quase normal, frequentando uma escola para cegos.

“Deus não garante uma vida sem problemas ou um casamento sem estresse”, disse Lacey ao Assist News. “Mas nossa experiência nos ensinou que ainda que a vida te oferece algo dramático, Deus continua imutável, até mesmo nas piores circunstâncias.”

Dois anos depois eles tiveram outro filho, Chandler, que nasceu normal. Para Lacey, Christian, que está com 5 anos, é um “milagre” e sua história serve de inspiração para todas as famílias que passam por dificuldades com os filhos, mas fazem opção pela vida e pela fé. Ela tem uma página no Facebook onde mostra vídeos do filho e sempre procura dar palavras de esperança.

Decidiu agora transformar sua experiência no livro, “Through the Eyes of Hope [Pelos Olhos da Esperança]. Na obra, a senhora Buchanan conta como Deus os ajudou a verem as piores circunstâncias serem iluminadas pela glória. Explica ainda como, mesmo quando tudo parecia se voltar contra ela, preferiu acreditar nas promessas bíblicas.




Deixe seu comentário!