Cristão escreve sobre Jesus nas redes sociais e é condenado a prisão

Argélia está entre os países que mais perseguem cristãos no mundo


Cristão escreve sobre Jesus nas redes sociais e é condenado a prisão

Um cristão foi acusado de blasfemar contra o Islã e, por isso, terá de cumprir cinco anos de prisão na Argélia, país no norte da África. Segundo denúncia da Middle East Concern, o homem – que não teve o nome divulgado – escreveu sobre como a luz de Jesus supera “a mentira do Islã e seu profeta”.

A prisão ocorreu em 31 de julho e ele foi julgado durante audiência neste domingo (7).  A família dele, juntamente com uma organização de direitos humanos da Argélia, providenciou um advogado, mas o tribunal alega que recusou.



Sem um defensor durante a audiência, ele foi acusado por promotor e condenado pelo juiz do caso. Pegou a pena máxima por blasfêmia, que além de exigir pesada multa lhe privará de liberdade por cinco anos. A Igreja Protestante da Argélia irá apelar dessa sentença.

País de 40 milhões de habitantes, existem menos de 39 mil cristãos na Argélia (0,01%). Na classificação da Missão Portas Abertas, o país está entre os 50 com maior perseguição religiosa no mundo.

A organização cristã relata que o governo argelino vem sendo pressionado constantemente para implementar uma legislação mais islâmica. Pelas leis do islã, a tentativa de fazer alguém parar de seguir a Maomé é ilegal. A maioria das igrejas são proibidas de cultuar publicamente e a maioria dos cristãos vivem sua fé em segredo. Com informações de Christian Today




Deixe seu comentário!