MENU

Cristãos estão presentes entre “influenciadores digitais”

Cantores e comediantes integram grupo


Jacinto Manto
Jacinto Manto, personagem de Vini Rodrigues.

Realidade crescente nos anos recentes, os influenciadores digitais ganham espaço em força e destaque nas mídias sociais – entre eles há youtubers, comediantes ou jovens que se comunicam com um público cada vez maior na internet.

Um desses casos, no meio evangélico, é de Vini Rodrigues, responsável pelo canal Tô Solto. Na plataforma, faz paródias evangélicas e trata de assuntos como relacionamentos no meio cristão. E interpreta um personagem chamado Jacinto Manto.

Leia mais

Em entrevista cedida ao UOL TAB, Vini afirmou que teve que se mudar de igreja. “As críticas eram por eu brincar demais com a fé. Há muita gente que acredita que o cristão não pode dar risadas, mas eu sempre brinquei muito, e isso incomoda”.

O pastor Flauzilino dos Santos, que é vice-presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campinas, fez uma análise do crescimento dos influenciadores com base na juventude.

“Os jovens, de um modo geral, ganharam voz e espaço com a ascensão das redes sociais. Então, inevitavelmente, as vozes dos jovens influenciadores também cresceram no meio cristão”, afirmou.

Andrey Albuquerque, mestre em teologia e professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (Espm), acredita que ocorre uma tensão entre a força das lideranças e os influenciadores digitais.

“Quando essa linguagem nas redes sociais escapa das lideranças há um choque, porque a liderança quer o monopólio da palavra. As pessoas foram tomando espaço, e com isso há um conflito: com quem está a palavra? Com o youtuber! Que não necessariamente é um pastor ou padre, mas tem mais seguidores que seu próprio líder religioso”, avaliou.

Flauzilino observa o fenômeno de forma positiva para expandir os valores e costumes evangélicos, embora avalie que “ser um emissor de valores cristãos” é um desafio a ser encarado pelos influenciadores digitais.

Sua visão, assim, concilia para uma abordagem que envolve missões. “A internet é hoje o grande campo missionário”, acredita o pastor.



Assuntos: , , ,


Deixe sua opinião!

Mais notícias