Deputado quer incluir estudo bíblico no currículo escolar

Cabo Daciolo argumenta que não seria aula de religião


Deputado quer incluir estudo bíblico no currículo escolar

O deputado Cabo Daciolo (Avante/RJ), ficou conhecido nacionalmente por seus discursos inflamados e por subir ao plenário sempre com a Bíblia na mão. Ele foi expulso do PSOL, partido pelo qual se elegeu, ao criar uma PEC para que fosse alterado o artigo 1º da Constituição Federal

O texto diz que “todo poder emana do povo”, mas o parlamentar, pedia que constasse “todo o poder emana de Deus”.

Seu mais novo projeto de lei (PL 9164/2017) encaminhado na semana passada, visa incluir o “Estudo da Bíblia Sagrada como disciplina obrigatória no currículo do ensino fundamental e médio do Brasil”.

Entre as justificativas da proposta, Daciolo lembra que a Bíblia é um dos livros mais antigos do mundo e “não pertence a nenhuma religião”.

Segundo O Globo Daciolo acredita que “Este projeto de lei visa estimular a leitura dos jovens estudantes, bem como levá-los ao universo de histórias e lições a respeito da vida, dos dilemas morais e éticos tratados pela Bíblia Sagrada a fim de que tenham um ponto de referência consistente em que os ajude no enfrentamento de seus desafios e decisões”.

O projeto pode ser lido na íntegra aqui.




Deixe seu comentário!