MENU

Designer da Pixar afirma que sua inspiração vem de Deus

Filmes do estúdio destacam a importância da família e da amizade


Philip Metschan
Philip Metschan. (Foto: Arquivo Pessoal)

Um designer da Pixar Animation Studios, empresa que revolucionou o mundo da animação digital, disse que “é impossível separar a criação do Criador”. Cristão, Philip Metschan participou da elaboração dos cenários de filmes como “Os Incríveis 2” e compartilhou algumas experiências de seu trabalho. “Deus é a minha inspiração”, afirmou.

Em entrevista ACI Digital, disse que um dos aspectos que mais gosta do seu trabalho de designer de cenários é inspirado nos ambientes reais. Ele usa sua própria experiência “para produzir um mundo que nunca existiu com coisas fantásticas que ninguém jamais viu antes”.

Leia mais

“Definitivamente, sou alguém que gosta de estar na natureza, fora do mundo e vivenciá-lo, porque acho que existem narrativas fortes que são criadas apenas a partir da existência desses lugares”, disse.

Valores familiares na tela

Metschan falou também sobre seu trabalho mais recente e explica que a família Pêra (Beto, Helena, Violeta, Flecha e Zezé) tem problemas, como qualquer família normal. Segundo ele, o enredo de “Os Incríveis 2” destaca a importância de questões fundamentais como a família e a amizade. Esse também é o tema da série “Toy Story”, que levou a Pixar ao sucesso.

“Embora usemos esses personagens fantásticos para fazer isso, as emoções universais são muito centrais”, disse Metschan. O animador acredita que estes filmes podem ajudar na reflexão sobre a vida.

Por outro lado, conta que nem todos os heróis criados nos filmes são exatamente o que os cristãos procuram em seus “heróis”.

“No que se refere à fé, eu diria que os heróis atuais do mundo não são feitos das coisas que gostaríamos que fossem feitos. Não são heróis pelas razões que eu acho que nós, cristãos católicos, procuramos para os nossos ‘heróis’, e a razão pela qual os veneramos”, destacou.

Como artista, Metschan disse que quando a inspiração vem de Deus, é fácil sentir a responsabilidade de fazer algo de bom para os outros.

“Você sente que recebeu algum tipo de habilidade especial, ou uma visão especial de como executar essas coisas novas, e também sente a responsabilidade de que essas coisas que você cria sejam positivas e esclarecedoras”, concluiu.



Assuntos: , , ,


Deixe sua opinião!