MENU

Trump diz que encontro com Putin foi “muito bom” para Israel

Segundo presidente americano, o líder russo é “um grande fã” de Israel


Trump e Putin
Donald Trump e Vladimir Putin em encontro em Helsinque.

O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que sua cúpula com o presidente russo, Vladimir Putin, na segunda (16) foi boa para Israel. Ele referia-se aos esforços para remover os combatentes de grupos ligados ao Irã da fronteira com a porção das colinas de Golã do lado sírio.

Trump também disse que Putin era um forte aliado do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, mas não deu detalhes sobre o que foi tratado sobre Israel na reunião em Helsinque. A expectativa é que o debate sobre a presença do Irã na Síria deveria ser um dos principais tópicos de conversa entre os dois líderes mundiais.

Leia mais

“Nós chegamos a muitas conclusões positivas. Um resultado muito bom para Israel, algo realmente muito forte”, explicou Trump à imprensa, acrescentando que Putin “acreditava muito em Israel”.

“Ele é fã de Bibi”, disse ele, referindo-se ao apelido de Netanyahu. “Realmente já o ajudou muito e ainda irá ajudá-lo muito, o qual é bom para todos nós.”

Netanyahu esteve em Moscou na semana passada para discutir com Putin a presença de forças militares patrocinadas pelo Irã na Síria. Israel tem tentado fazer com que a Rússia apoie a remoção das milícias apoiadas pelo Irã para longe da região fronteiriça nas colinas de Golã.

Segundo Trump, “Nós gostaríamos muito de trabalhar para ajudar Israel, e Israel vai trabalhar conosco”. Disse ainda que “criar segurança para Israel é algo que Putin e eu gostaríamos muito de ver”.

Por sua vez, Putin disse que durante a reunião com o presidente americano foi “muito bem-sucedida”. Destacou que ele e Trump concordaram em garantir a fronteira de Israel com a Síria, seguindo a resolução da ONU de 1974, que previa a retirada das forças após a Guerra do Yom Kippur. Com informações Times of Israel



Assuntos: , , ,


Deixe sua opinião!