MENU

Em documento, Trump defende: “bebês não nascidos têm direito à vida”

Presidente vem tomando várias iniciativas pró-vida em seu governo


Donald Trump
Donald Trump em discurso. (Foto: Reprodução / Youtube)

Donald Trump é bastante criticado pela grande mídia por não manter em vigor as iniciativas do seu antecessor, o liberal Barack Obama. Desde que assumiu o governo, o presidente vem tomando várias iniciativas pró-vida em seu governo.

No início deste ano, ele chegou a receber uma condecoração por ter cortado o financiamento público de clínicas de aborto. Esta semana, ele voltou a manifestar oficialmente sua posição em uma carta enviada ao Comitê Nacional para a Vida, que congrega centenas de organizações pró-vida.

Leia mais

O documento assinado pelo líder americano deixa claro que ele continuará se opondo ao aborto, pois acredita que as crianças não nascidas têm o “direito fundamental à vida”.

“Todos nós temos o dever de defender o direito humano mais básico e fundamental: o direito à vida. Como presidente, eu me dedico a proteger as vidas de todos os cidadãos, incluindo os que ainda não nasceram”, escreveu Trump.

O presidente também lembrou seu histórico pró-vida, destacando sua luta contra a Planned Parenthood, bem como a assinatura de leis que dificultam o acesso ao aborto.

“Desde o meu primeiro dia no governo tomei medidas concretas para defender o direito à vida. Uma das minhas primeiras ações como presidente foi restabelecer a ação política garantindo que o dinheiro dos contribuintes não seja usado ​​para financiar organizações que realizam abortos em países estrangeiros”, afirmou ele na carta.

O presidente concluiu agradecendo àqueles que se esforçam para proteger os bebês do aborto: “Sou verdadeiramente grato por seus esforços e continuo comprometido em trabalhar com vocês, à medida que defendemos um mundo que valorize e considere preciosa cada vida humana”. Com informações Life News



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!

shopping