Estado islâmico divulga vídeo para mostrar decapitação de cristãos

Legenda em vídeo faz ameaças às minorias religiosas.


Cristãos egípcios são decapitados pelo Estado Islâmico

O grupo radical Estado Islâmico tem levado terror às minorias religiosas ao promover o que chama de “limpeza religiosa”, forçando milhões de pessoas a deixarem suas casas e matando outras milhares, principalmente cristãos.

Neste domingo (15) o grupo radical, braço da Al-Qaeda dirigido por Abu Bakr al-Bagdadi que atua principalmente no Iraque e Síria, divulgou um vídeo em que decapitou 21 egípcios cristãos sequestrados na Líbia aparecem sendo decapitados.

O vídeo divulgado em uma conta do Twitter de um site que apoia o Estado Islâmico, mostra militantes de preto com os prisioneiros, vestidos com macacões laranjas, em uma praia. Os prisioneiros foram forçados a se ajoelharem e em seguida foram decapitados.

Milhares de cristãos egípcios tem viajado a vizinha Líbia em busca de emprego, mas o país pode ser extremamente hostil aos visitantes, pois faz parte das localidades de atuação dos grupos radicais islâmicos.

Na legenda do vídeo divulgado pelo Estado Islâmico o grupo faz uma ameaça: “O povo da cruz, os seguidores da igreja egípcia hostil.”

A Organização das Nações Unidas (ONU) tem denunciado as barbáries cometidas pelo grupo radical e solicitado uma ação imediata para conter o avanço do grupo que atua principalmente no Iraque e na Síria e é responsável por sequestro, abuso sexual, tortura e assassinato de minorias religiosas, mulheres e crianças. Com informações UOL




Deixe seu comentário!