Estônia é o país menos religioso do mundo

Pesquisa mostra que apenas 16% da população considera a religião como algo importante para suas vidas


Estônia é o país menos religioso do mundo

Devido a história de sua população marcada invasão de germânicos e dinamarqueses, somando à isso a dificuldade  da língua que, nas igrejas luteranas se pregava em alemão e nas ortodoxas, russo, os estonianos se acostumaram a viver sem religião. Em 1940 outro agravante, eles passaram a pertencer à União Soviética que desincentivou a religião.

Tudo isso pode explicar o porquê a Estônia é o país menos religioso do mundo, lá apenas 16% da população considera que a religião desempenha um papel importante em suas vidas. Para se ter uma ideia, em Bangladesh, o país mais religioso, 99% dos habitantes consideram a religião como algo importante.



A maior denominação da Estônia é a Igreja Luterana, mas mesmo assim, ela representa apenas 13% da população. Outro dado interessante é que lá, apenas os turistas frequentam a igreja, como conta o repórter Tom Esslemont, da BBC, foi ao país báltico conhecer a espiritualidade dos seus habitantes.

Esslemont diz que em um culto de domingo 70 fiéis que estavam presentes eram turistas holandeses e apenas 15 eram estonianos. O pastor da Igreja Luterana de Tallinn, capital do país, disse que a baixa frequencia não é um problema. “As pessoas creem, mas não querem se ligar a uma igreja. Por aqui não temos a tradição de uma família inteira vir à igreja”, disse o pastor Arho Tuhktu.

De acordo com Ringo Ringvee, especialista em religião, a Estônia “é uma sociedade secular onde a identidade religiosa e nacional não se cruzam”.



Mas o desapego às igrejas tradicionais não significa que os estonianos não acreditem em nada. No país, mais de 50% dos estonianos dizem acreditam em alguma força espiritual, mesmo que não consigam definí-la.

Com informações BBC




Deixe seu comentário!