MENU

Evangélico convence mulher a desistir de se jogar de passarela

“Deus mandou e eu fui lá”, explica motorista que ajudou a socorrê-la


Mulher desiste do suicídio
Mulher desiste do suicídio

Eleandro Maciel, 32 anos, motorista que trabalha na Ceasa de Curitiba dirigia sua caminhonete pela BR-116, na manhã desta quinta (8) quando disse que ouviu a voz de Deus.

Ele é evangélico e conta que sentiu algo diferente quando viu na passarela uma mulher ameaçando se jogar. Mesmo atrasado para um entrega em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, estacionou a caminhonete no acostamento e subiu ao encontro da mulher, de 33 anos.

Leia mais

“Eu senti um calor coração, Deus mandou e eu fui lá. Ela estava sendo convencida por outras pessoas a não se jogar e eu a abracei e tirei da beira da passarela. Consegui segurar e a acalmar, com a ajuda de outras pessoas, até os bombeiros chegarem”, afirmou à rádio Banda B.

Quando chegou no alto da passarela Eleandro viu que um caminhoneiro conversava com ela. “Não deu tempo nem de eu falar direito, primeiro eu fui pegar ela de lá de cima. Fiquei sem palavras, foi algo desesperador, meu coração acelerou e tive coragem de fazer isso. Até agora não sei como”, relata.

O caminhoneiro, que não teve o nome revelado, também é pastor. Disse que conseguiu fazer a mulher a se acalmar e desistir de cometer o suicídio. Encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento, passa bem.

Com o caso resolvido, Maciel e o pastor-caminhoneiro retomaram suas atividades. O desfecho foi bem diferente de uma situação parecida, ocorrida no mês passado no mesmo lugar.

Um adolescente se jogou da passarela enquanto, segundo testemunhas, as pessoas pediam para que ele “pulasse de uma vez”.



Assuntos:


Deixe seu comentário!


Mais notícias