MENU

Feliciano faz alerta: “nação está sendo engolida por farsas e mentiras”

Deputado acredita que eleição a presidente será resolvida no primeiro turno


Pastor Marco Feliciano
Pastor Marco Feliciano. (Foto: Reprodução)

Embora as pesquisas indiquem que as eleições presidenciais devam ter um segundo turno, muitos analistas consideram a possibilidade de que nos próximos dias haja uma mudança no comportamento do eleitor. Alguns candidatos à presidência, inclusive, já estão falando sobre o “voto útil” e querendo se apresentar como uma alternativa viável para se opor a Jair Bolsonaro, líder na preferência do eleitor.

O deputado federal Marco Feliciano (Podemos/SP), acredita que é necessário um despertamento do brasileiro para a evidente tentativa de manipulação da opinião pública.

Leia mais

“Toda uma nação está sendo engolida por farsas e mentiras! Primeiramente tentaram desenterrar o ex-presidente Lula para ser o candidato do PT a presidente, mas não foi possível por estar inelegível. Assim como o crime organizado que comanda suas ações de dentro da cadeia, o líder deste partido toda semana, vergonhosamente, dá instruções ao seu ungido, Fernando Haddad”, lembra.

Na opinião do parlamentar, “todas as forças de esquerda estão amedrontadas com o vulto que tomou à candidatura de Bolsonaro se juntaram e com apoio da Rede Globo e grande parte da mídia”.

Ainda segundo Feliciano, as simulações de segundo turno são enganosas. “Colocam o Jair perdendo para todos os outros 4 candidatos num hipotético segundo turno, uma situação no mínimo estranha pelo que vemos por aí.”

Conforme lembra o pastor, Fernando Haddad perdeu a reeleição para prefeito de São Paulo no primeiro turno, pois seu índice de aprovação era apenas 3%. “Agora, milagrosamente sobe 11 pontos nas pesquisas num final de semana e passa a ser apontado como possível opositor de Bolsonaro no segundo turno?”, questiona.

Em sua opinião, também é pouco provável que Ciro Gomes tenha chances de ser eleito presidente. Sem papas na língua, dispara: “Ele é farinha do mesmo saco. Foi ministro de Lula e evita dar opinião sobre seu eterno chefe. Passou a fazer promessas mirabolantes de quitar dívidas desde que o devedor consiga dez fiadores, todos sabem que isso é pura enganação. Verdadeiramente quer ganhar no grito e no palavrão”.

Embora saiba que as coisas na política são muito dinâmicas, diz que o eleitor brasileiro precisa pensar bem antes de votar. “Minha obrigação como político e evangélico é com a verdade. Alerto nosso povo ordeiro e trabalhador para que não se deixem enganar com esses discursos do PT. Eles agora prometem fazer o que não fizeram nos 13 anos em que governaram. Afinal, assaltaram os cofres públicos e jogaram nosso país na maior recessão de sua história”, destaca.

Aliado de primeira hora de Bolsonaro, acredita que a vitória do amigo virá no primeiro turno. Finalizou dizendo: “O único cartucho que temos para enfrentar esse exército de demônios chama-se Jair Bolsonaro. Que Deus livre nosso país desses falsos libertadores de esquerda e derrame suas bênçãos sobre todos cidadãos de bem”.



Assuntos: , , , ,


Deixe sua opinião!