MENU

Feliciano e Ezequiel Teixeira fazem parte da “bancada do Trump” no Congresso

Grupo impediu aprovação de moção de repúdio ao presidente norte-americano


Marco Feliciano e Ezequiel Teixeira
Marco Feliciano e Ezequiel Teixeira. (Foto: Montagem)

O PSOL tentou, na semana passada, tentar aprovar uma moção de repúdio à política de imigração de Donald Trump e, em especial, à detenção de crianças e adolescentes. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), afirmou que desejava votar e aprovar. Porém, sem acordo, não levou adiante.

O movimento contrário mostrou que existe no Congresso uma “bancada do Trump”, formada por parlamentares que são, na maioria, apoiadores de Bolsonaro. Apelidados de “trumpistas”, eles afirmam que há “implicância” da esquerda com o presidente americano.

Leia mais

Ao invés de se preocuparem com a situação do Brasil esses esquerdistas usaram o microfone da Casa de Leis para fazer críticas ao presidente norte-americano. Curiosamente, muitos deles são apoiadores de Nicolás Maduro, da Venezuela.

O deputado Marco Feliciano (PODE/SP) já declarou ser um “entusiasta” do governo Trump e, em discursos recentes, reitera que o governo atual “apenas cumpriu a lei” que separa crianças de seus pais, quando eles são pegos entrando no país ilegalmente.

“As pessoas que estão sendo separadas não são só imigrantes; são imigrantes ilegais, presos instantaneamente. Não existe nos Estados Unidos uma lei que diga que a criança pode ficar presa junto com o pai e a mãe no mesmo lugar. Então, aqui está a mentira que a esquerda diz. A esquerda dissimula e estimula a mentira”, destacou o pastor.

Outro parlamentar que saiu em defesa de Trump foi Ezequiel Teixeira (Pode/RJ). Seu pedido, recusado, é que na moção do PSOL, fosse incluída também uma citação a Nicolás Maduro.

“Gostaríamos de incluir nessa moção de repúdio, o Maduro também. Eles se esqueceram de colocar o Maduro. O Maduro oprime não só crianças, mas também adolescentes, jovens e pessoas de terceira idade. Na realidade, é um absurdo! Este é o nosso protesto: inclua também nessa moção o Maduro, que a esquerda nunca inclui”, reiterou Teixeira.

Quem também discursou em defesa de Trump foi o deputado Major Olimpio (PSL/SP). Ele pediu aos proponentes da moção: “vamos cuidar do nosso quintal neste momento, que este já está muito sujo e precisa ser cuidado”.

A moção contra Trump foi apresentada pelo deputado Chico Alencar (RJ), líder do PSOL, acompanhado por líderes do PT, MDB, PSDB, PCdoB e PPS. Com informações Gazeta do Povo



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!