MENU

Fernando Haddad vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro

Denúncia do MP de São Paulo inclui também ex-tesoureiro do PT


Fernando Haddad
Fernando Haddad

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) virou réu nesta segunda-feira (19) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A denúncia, apresentada pelo promotor Marcelo Mendroni, do Gedec, Grupo Especial de Delitos Econômicos, em setembro, foi acolhida pelo juiz Leonardo Barreiros, da 5ª Vara Criminal da Barra Funda.

A denúncia do Ministério Público é resultado das delações feitas na Operação Lava Jato. Segundo consta, entre abril e maio de 2013, Ricardo Ribeiro Pessoa, presidente da empreiteira UTC Engenharia S/A, recebeu um pedido de R$ 3 milhões do então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

Leia mais

Esse valor seria para o pagamento de uma dívida de campanha de Haddad com uma gráfica que pertencia a um ex-deputado estadual do PT. Vaccari Neto, segundo a acusação, falava em nome do prefeito.

A denúncia inclui uma cópia da agenda da prefeitura mostrando que o prefeito recebera Ricardo Pessoa pessoalmente, no dia 28 de fevereiro de 2013.

O MP diz que Ricardo Pessoa mantinha um tipo de “contabilidade paralela” junto a João Vaccari, onde constavam propinas pagas após contratos de obras da UTC Engenharia S/A com a Petrobras. No campo “dívida” a saldar, havia pagamentos de propinas na ordem de R$ 15 milhões.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!