MENU

Conferência de Governança Mundial debate panorama político e inteligência artificial

Dubai sedia evento que promove “a convergência de governos”


World Government Summit in Dubai
World Government Summit in Dubai

O encontro da World Government Summit, ou Conferência de Governança Mundial, em português, ocorreu em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre domingo e terça-feira (13). Reuniram-se pensadores e personalidades influentes do panorama político e econômico mundial, que debateram questões como educação, inteligência artificial e alterações climáticas.
Este foi o primeiro fórum global dedicado a moldar o futuro dos governos de todo o mundo. Um dos objetivos é definir a agenda para a próxima geração de governos, com foco no aproveitamento da inovação e da tecnologia para resolver os desafios da humanidade.

Os criadores da Conferência de Governança Mundial dizem que se trata de “uma plataforma de troca de conhecimento para promover a convergência de governos, do futurismo, da tecnologia e da inovação”.

Reunindo legisladores, especialistas e pioneiros em desenvolvimento humano, o evento analisa as tendências, os problemas e oportunidades que a humanidade pode enfrentar nas próximas décadas.

A Conferência em Dubai contou com oradores de renome, como a diretora do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, o cientista político e autor Francis Fukuyama e o fundador do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab. Também estiveram ali representantes das Nações Unidas.

Um dos anúncios foi o início das operações de um banco de dados de logística humanitária. A princesa Haya bint Al Hussein, presidente da International Humanitarian City, explicou que esse banco de dados vai aumentar a velocidade e a eficiência da ajuda humanitária e da resposta a emergências através de uma plataforma centralizada de informações sobre emergências em tempo real, provisões e logística.

O diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos, David Beasley, afirma que o sistema irá ajudar nas crises humanitárias globais mais urgentes.

Outro tema em destaque foi conquista espacial, em especial a corrida pela exploração de Marte. Além dos Estados Unidos, Dubai pretende lançar uma missão interplanetária em 2020. O diretor do programa de exploração de Marte dos Emirados, Saeed Al Gergawi, afirmou que está tudo certo para a viagem da espaçonave chamada ‘Hope’, que deve demorar um ano para chegar no planeta vizinho.

Homens-máquinas

Durante um dos painéis mais concorridos do World Government Summit, o “futurista” inglês Ian Pearson, explicou que as pessoas precisarão se fundir com máquinas para sobreviver no futuro.

Ele acredita que inteligência artificial poderá evoluir para ser “bilhões de vezes mais inteligentes” do que os humanos. Pearson, que trabalha no Futurizon, insiste que os humanos só poderão se proteger contra o aumento de influência das máquinas se ligarem seus cérebros com a inteligência artificial para que eles desenvolvam o mesmo QI. Com informações de Euro News e Daily Mail



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!