18/06/2015 - 15:39

Homem branco mata fiéis em igreja da comunidade negra nos EUA

O suspeito tem 21 anos e matinha nas redes sociais fotos onde usava jaquetas com símbolos racistas


Homem branco mata fiéis em igreja da comunidade negra nos EUA Homem mata fiéis em igreja afro-americana

Na noite desta quarta-feira (17) um homem branco invadiu uma igreja em Charleston, na Carolina do Sul, Estados Unidos e atirou nos fiéis deixando pelo menos nove mortos.

A igreja invadida pelo criminoso é a Emanuel African Methodist Episcopal Church, conhecida por ser uma das igrejas metodistas mais antigas frequentadas pela comunidade negra.

Segundo testemunhas, o atirador participou da reunião por cerca de uma hora, depois sacou a arma e começou a atirar nas pessoas. Oito dos fiéis atingidos morreram na hora e a 9ª vítima chegou a ser atendida, mas morreu no hospital. Outras três pessoas foram atingidas, mas sobreviveram.

A polícia divulgou as fotos do suspeito e conseguiu ter informações sobre o autor dos tiros, um jovem de 21 anos identificado como Dylann Roof que já tem passagem pela polícia por crime relacionado a drogas e outra por invasão de propriedade.

Dylann Roof, suspeito de crime de ódio.

Dylann Roof, suspeito de crime de ódio.

A agência Reuters divulgou uma informação de que nas redes sociais o jovem tinha uma fotografia que aparece usando uma jaqueta com símbolos do regime do apartheid, da África do Sul, e do antigo estado não reconhecido Rodésia que instaurou um regime racista.

Os mortos e feridos no atentado não foram identificados, mas sabe-se que eram seis mulheres e três homens. Acredita-se que uma das vítimas pode ser o senador Clementa C. Pinckney que era o reverendo da igreja. O reverendo Al Sharpton, líder de direitos civis em Nova York, chegou a confirmar essa informação pelo Twitter, mas nada oficial foi declarado até o momento. Com informações G1