MENU

Igreja Episcopal Anglicana do Brasil aprova o casamento gay

Decisão segue o exemplo dos anglicanos de outros países


Casamento gay
Casamento gay

Na última sexta (1), o Sínodo Geral da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) aprovou mudanças em seus cânones, passando a permitir casamentos entre pessoas do mesmo sexo.  Foram 57 votos a favor e apenas 3 contrários.

A decisão não exigiria mudanças litúrgicas, afirmou a IEAB em um comunicado, pois a linguagem de gênero neutro já havia sido introduzida em seu Livro de Oração Comum desde 2015. Ele serve como um “manual” das cerimônias realizadas pela denominação.

Leia mais

“A mudança canônica foi aprovada num ambiente pleno do Espírito Santo, amor mútuo e respeito. Foi precedida por um diálogo longo, profundo e espiritual”, disse a IEAB em um comunicado. Este debate vinha ocorrendo desde 1997.

“Afirmamos nosso compromisso com o Evangelho de Jesus e nossa pertença à família global anglicana”, disse a declaração. O bispo primaz do Brasil, Francisco de Assis da Silva, afirmou que: “Senti a decisão como resultado da presença e trabalho do Espírito Santo. Isso amplia nossas fronteiras, permitindo que nós possamos ser mais acolhedores à diversidade no nosso País”.

Já o Secretário Geral da IEAB, pastor Arthur Cavalcante, que vive com outro homem, testemunhou: “Como membro da comunidade LGBT, acompanhei esse debate desde seu início, primeiramente como leigo e depois como clérigo ordenado. Senti na pele a discriminação e a perseguição e vi colegas terem lutas similares. Algumas pessoas deixaram a Igreja, outras perderam fé nas suas estruturas. Quando fui escolhido Secretário Geral em 2011, a Igreja estava ciente de minha orientação sexual e do fato de que estava em união estável com meu companheiro, Dr. David Morales. Isso não foi impedimento a tal função crucial”, afirmou.

Segundo ele, este é um “dia histórico para a Igreja do Brasil, pois nos posicionamos como um farol em um momento em que esse país e o mundo enfrentam tantas dificuldades, como o fundamentalismo religioso e a intolerância”.

Essa decisão segue o exemplo dos anglicanos de outros países. Mais uma vez ecoa por aqui o avanço da teologia liberal que grassa nos EUA e na Europa, com alguns fundamentos históricos do cristianismo sendo colocados de lado numa adequação ao “politicamente correto”.

Anglicanos conservadores

Dentro da Igreja Anglicana, assim como outras denominações, existe uma ala tradicional e conservadora. Em nosso país ela é chamada de Igreja Anglicana no Brasil, cujo Bispo Primaz é Miguel Uchoa.

Surgida em 2005, o motivo da divisão foi justamente a maneira de ver as relações homoafetivas. A denominação emitiu uma nota onde reforça sua posição sobre o casamento bíblico e lamenta a decisão dos demais grupos anglicanos. Com informações de Anglican Journal



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!

Mais notícias