Igreja atende 90 moradores de rua com “banho solidário”

Batista da Lagoinha realiza ação social em Belo Horizonte


Igreja atende 90 moradores de rua com "banho solidário"

A Igreja Batista da Lagoinha (IBL) divulgou uma iniciativa promovida pela instituição no último sábado (10/12). Foi o Banho Solidário, uma ação social promovida em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais, de assistência a moradores de rua.

Os homens, em situação de vulnerabilidade, fazem parte da região da Comunidade Pedreira Prado Lopes, na região noroeste da capital mineira. A ação foi liderada pelo pastor Tiago Guedes.

“O Banho Solidário foi maravilhoso, porque superamos a nossa expectativa. O nosso propósito era encaminhar para a Unidade Terapêutica, e graças a Deus encaminhamos algumas pessoas que estavam dispostas a sair da rua”, contou.


  Psicólogo ajuda cristãos a vencer o vício da pornografia


Segundo informações divulgadas pelo pastor, a iniciativa alcançou 90 homens, que tomaram banho, ganharam roupas, cortaram seus cabelos e, em seguida, receberam atendimentos psicológicos. Ainda, cerca de seis deles iniciaram tratamento contra dependência química e se dirigiram para centros de terapia.

Nas palavras do pastor, a maioria dos dependentes químicos não são fixos na comunidade, mas permanecem parte do tempo no local para consumo de drogas psicoativas. “Esse é o público que atendemos. São pessoas que estão ali, que sofreram decepções e vão para a rua”, afirmou.

Segundo ele, as ações promovidas pela igreja, com o uso do Instituto Inconformados, tem trazido resultados. “Diminuiu muito o número de usuários de drogas que ficam perto do galpão do Inconformados. Antes havia muito mais pessoas e hoje está bem menor esse número, então, vamos às esquinas e pontos onde elas se encontram”.

A ação envolveu a participação de mais de 50 voluntários. Um dos alcançados, jovem de 19 anos chamado Thiago, morava na rua desde os 13 e aceitou passar pelo processo de ressocialização.

“Nós queremos continuar e queremos que seja mesmo um trabalho de ressocialização com as pessoas da cracolândia, para que elas possam voltar à sociedade”, afirma Guedes. Assim, o Banho Solidário continuará a ser realizado, todos os sábados.




Deixe seu comentário!