Igreja Mundial é condenada a indenizar fiel agredido

O homem seria ex-gay e foi ofendido até mesmo no programa de TV no MS


Igreja Mundial é condenada a indenizar fiel agredido

Um ex-fiel (citado em alguns jornais como ex-pastor) da Igreja Mundial do Poder de Deus conseguiu ganhar na Justiça uma indenização no valor de R$ 50 mil após ser agredido por um pastor por conta de seu passado.

Ex-homossexual, o autor do processo garante que em 2009 estava dormindo na igreja quando foi acordado com socos e pontapés.

O bispo da igreja local foi informado sobre o acontecido, porém pediu para que o agredido não denunciasse para não sujar o nome da igreja.

Porém, esse mesmo bispo resolveu citar o caso fazendo chacota na TV dizendo: “estamos sendo perseguidos, até o Ibama veio atrás de nós porque bateram em um veado”.

Ofendido, o homem resolveu entrar na Justiça exigindo R$ 1 milhão pelos danos morais. Na Justiça estadual do Mato Grosso, o valor da multa não foi aceito por caracterizar enriquecimento ilícito por parte da vítima.

Mas na 8ª Vara Cível de Cuiabá foi definido um valor menor e dado a sentença para que a Igreja Mundial venha a indenizar o homem moralmente agredido.

“O que se evidencia do conjunto fático-probatório, é que a igreja requerida, pelos seus representantes, proferiu ofensas em desfavor do requerente, utilizando a sua opção sexual para atacá-lo, e depois efetuou seu desligamento, em razão do seu descontentamento com o fato do requerente ter levado o caso à mídia, denegrindo sua honra e imagem perante terceiros”, diz a juíza Helena Maria Bezerra Ramos. Com informações G1




Deixe seu comentário!