MENU

Igrejas fazem campanha para “celebrar o evolucionismo”

Grupo de opositores lança manifesto pedindo celebração do criacionismo


No último domingo, centenas de igrejas na América do Norte “comemoraram” o aniversário de Charles Darwin num evento conhecido como “Final de semana da evolução”. Desde 2006 um grupo crescente de líderes evangélicos tem se unido ao movimento que defende a “verdade” do evolucionismo e divulga que o relato de Gênesis 1 e 2 é meramente uma “fabula”.

A lista conta com mais de 13.000 pastores que subscrevem ao movimento “Carta do clero” onde eles apoiam que seja ensinado do púlpito de suas igrejas que ‘ciência e fé podem conviver’. São membros de centenas de denominações, incluindo batista, luterana, metodista, unitariana, episcopal e presbiteriana.

Leia mais

Incomodado com o que considera uma “afronta à Bíblia”, o pastor Tony Breeden, fundou em 2009 um movimento para resgatar o ensino do criacionismo nas igrejas. Batizado de “Carta da criação”, ele não tem recebido muito apoio.

Mesmo assim, divulga a ideia que as igrejas que defendem a Bíblia como palavra de Deus inerrante, promovam um “Domingo da Criação”, onde reafirmem a interpretação literal das Escrituras, que mostra Deus como o autor de toda a criação.

Em entrevista ao site Christian News Network, Breeden explica que tem recebido o apoio de ministérios apologéticos, incluindo Living Waters, Answers in Genesis e Creation Ministries International.

Explica também que muitos pastores evitam pregar sobre o criacionismo, alegando que isso causa “divisões” na congregação. Não só a evolução é incompatível com a Bíblia, Breeden argumenta, como também leva muitas pessoas a se afastar da fé cristã. Para ele, essa é a única divisão que pode ocorrer.

“O naturalismo é uma ferramenta útil para a investigação do mundo e tudo que nele existe, mas suas conclusões precisam ser contrastadas com a revelação infalível da palavra de Deus”, dispara.

Em seu site, ele apresenta estatísticas mostrando que um número crescente de pessoas abandona a igreja quando começa a questionar a veracidade das Escrituras desde o seu início [Gênesis]. Segundo Breeden, cerca de 70% dos jovens cristãos acabam se desviando após “adotar” o evolucionismo como verdade.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!