MENU

Igrejas do Brasil são conscientizadas sobre a perseguição na Índia

DIP mobilizou mais de nove mil igrejas


Casa Rocha de São Paulo foi uma das igrejas que participou do DIP 2018
Casa Rocha de São Paulo foi uma das igrejas que participou do DIP 2018. (Foto: Divulgação / Portas Abertas)

A difícil realidade vivida pelos irmãos perseguidos em países extremistas, nem sempre é de conhecimento da igreja. Em pleno século XXI, muitos são abusados, torturados e até mortos por causa do evangelho. Ainda assim, muitos cristãos de países livres estão preocupados com questões de menor importância. Pensando nisso, a Missão Portas Abertas realizou no último domingo (27) uma grande ação de conscientização e despertamento sobre o assunto – O DIP 2018.

Mais de nove mil igrejas estiveram envolvidas no Domingo da Igreja Perseguida, que este ano falou sobre a Índia.  O país é o 11° na Lista Mundial de Perseguição.

Leia mais

A Casa Rocha de São Paulo foi uma das igrejas que participou do DIP 2018. O número de pessoas praticamente triplicou comparado à última edição do encontro. Os fiéis puderam conhecer um pouco mais sobre a intolerância vivida no país.

“Eu não conhecia sobre a Índia antes do DIP. Esse regime de castas, a dinâmica de perseguição e a forma que o perseguidor usa para pressionar o cristão na Índia, eu não fazia ideia. E isso me faz ampliar a visão sobre missões em outras culturas, me faz ver que em cada cultura existe um tipo de perseguição diferente. O que me toca é ver a dificuldade que alguns povos têm em relação a Cristo. Eu me coloco no lugar dessas pessoas pensando como seria se houvessem essas restrições aqui no Brasil”, disse Cássia, que já participa do evento há três anos.

A igreja, localizada na capital, estará em pouco tempo enviando uma missionária para Índia. O Conselho Missionário entende a importância da oração. “A Casa da Rocha vê esse evento como um dos trabalhos principais daqui. Um trabalho missionário que não é só enviar pessoas, mas é conscientizar e fazer as pessoas entenderem o que é a Igreja Perseguida. Como não vivemos essa realidade, é muito difícil conceber como funciona a perseguição”, salientou José Ricardo, integrante do Conselho Missionário da igreja.

Além da Casa Rocha de São Paulo, milhares de outras igrejas uniram suas vozes para clamar pela Índia. O Domingo da Igreja Perseguida acontece desde 1988 e foi idealizado pelo irmão André, fundador da Portas Abertas. Não deixe de orar pela igreja perseguida, em especial pelos cristãos na Índia.



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!