MENU

Igrejas lutam para se manter na TV

Crise econômica afeta arrecadação


Valdemiro Santiago
Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus.

O momento atual que o Brasil está vivendo, de crise econômica e desemprego, está afetando as igrejas. Muitas denominações não estão conseguindo manter suas programações televisivas.

É com o dinheiro de dízimos, doações e carnês mensais que igrejas menores conseguem sobreviver. Mas até as mais “grandiosas” já estão sentindo a crise.

A Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo bispo Macedo, chegou a propor à TV Gazeta um espaço menor na grade para poder diminuir seus gastos. A Gazeta não aceitou a proposta. Foi o que aconteceu quando tentou negociar com a Rede TV, e recebeu um “não” como resposta.

Leia mais

Já a Igreja Mundial, administrada por Valdemiro Santiago, vem sentindo essa crise há anos. Com a saída de muitos de seus membros, teve uma queda brusca no valor arrecadado de dízimos e ofertas.

Valdemiro tentou negociar com a cúpula da Rede TV, nas últimas semanas. Ele queria um “voto de confiança”, ou seja, primeiro queria alugar o horário e com a exposição em TV aberta, arrecadaria o valor do aluguel da emissora. A direção da TV não quis conversar sobre o assunto.

Outras denominações vêm sentindo a mesma dificuldade. É o caso da Igreja Plenitude, do pastor Agenor Duque, que há anos não tem um crescimento considerável. Com informações UOL



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!

Mais notícias