Irmão Lázaro pede para que cristãos se posicionem no Caso Feliciano

Sem defender o deputado o cantor disse que não vai se juntar com pessoas erradas para lutar contra o erro do pastor


Irmão Lázaro pede para que cristãos se posicionem no Caso Feliciano

O cantor Lázaro comentou sobre a polêmica envolvendo o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) que ganhou desafetos até mesmo entre os evangélicos. Através de uma twicam realizada via redes sociais no dia 21 de março, o cantor evangélico falou sobre o que pensa das declarações polêmicas e também sobre o racismo.

“A gente não pode se pegar nesse comentário do Marco Feliciano para se juntar com pessoas safadas”, disse o cantor que comentou sobre os manifestantes que foram tocar tambor na porta da igreja Catedral do Avivamento como protesto.

Lázaro que foi integrante do grupo Olodum, achou que os manifestantes não foram até a igreja confrontar o deputado, mas sim os cristãos, pois a atitude estava questionando o poder do Deus Vivo.


  Realize o Seu Sonho de Tocar Piano sem Sair de Casa. Comece Agora!


“Eu não vou fechar os meus olhos para um comentário deste do pastor Feliciano, mas eu não vou me juntar com gente errada contra quem errou”. Irmão Lázaro afirma que tem sim muitos pastores falando coisas erradas, fazendo comentários racistas e tirando dinheiro do povo.

“Crente não se junta com gente errada”, disse o cantor comentando sobre o manifesto de 150 pastores que se voltaram contra o deputado evangélico.

“O pastor Marco Feliciano errou? Sim errou, mas eu não vou trocar de lado”, afirmou. “Essa questão é uma situação que o cristão precisa se posicionar”, defendeu ele.

Na visão do cantor o posicionamento não é por motivos religiosos, mas por questões políticas.

“Ele está sendo perseguido porque essa moçada gosta mesmo de perseguir”, falou Lázaro sobre os manifestantes do movimento LGBT.

Assista:




Deixe seu comentário!