Islâmicos matam 2 padres e 15 fiéis durante missa na Nigéria

Grupo de jihadista invadiu igreja e queimou casa de cristãos em aldeia


Padres
Padres (Foto: Pixabay)

A Diocese de Makurdi (Nigéria), confirmou o assassinato de dois sacerdotes durante a missa nesta terça (24). O ataque ocorreu na paróquia Santo Inácio, na cidade de Ukpor, Estado de Benue.

O diretor de Comunicações da Diocese, padre Moisés Iorapuu confirmou que os padres José e Felix Tyolaha Gor foram executados dentro do templo por jihadistas da etnia fulani. Também foram mortas 15 pessoas que saíram da igreja e buscavam refúgio. Os extremistas queimaram casas de cristãos e destruíram suas plantações.

Há meses que os ataques do fulani vinham se concentrando nas igrejas evangélicas, mas os indícios apontam para uma perseguição generalizada contra todos os não muçulmanos.

Embora o governo insista que se trata de uma “disputa étnica” entre os fulani e outros povos na Nigéria, os relatos das testemunhas dão conta que a motivação é religiosa.

Até o momento o Vaticano não se pronunciou sobre a violência contra os católicos. Com informações ACI Prensa





Deixe seu comentário!