Governo de Israel: acordo de paz com palestinos está “mais perto que nunca”

Intervenção de Donald Trump pode ser fundamental para resolução


Israel: acordo de paz com palestinos está "mais perto que nunca"

O ministro da Defesa israelense, Avigdor Lieberman, afirmou esta semana que israelenses e palestinos estão “mais perto que nunca” de assinar um acordo de paz. Além disso, acredita que a possibilidade de estabelecer plenas relações diplomáticas com alguns países árabes fará com que o governo Netanyahu g aceite o acordo.

“Estamos mais perto do que nunca de fechar acordo”, afirmou Lieberman a um canal de TV israelense. “Espero que sejamos capazes de entender que existe esta opção.”

Lieberman não deu detalhes sobre o plano, ao que se referiu somente como “acordo”, mas indicou que o governo de Donald Trump vem intervindo para construir o pacto, que contará ainda com o apoio de outros participantes regionais.


  Psicólogo ajuda cristãos a vencer o vício da pornografia


Quando foi perguntado como era possível o acordo, Lieberman respondeu: “Porque Trump entrou em cena e, como venho já dizendo, os países árabes internalizaram que seu problema não é Israel. Israel pode ser a solução do problema”, ressaltou o ministro.

“Se alguém chega e propõe um acordo que inclua um pacto com todos os países árabes moderados, que comporte a abertura de embaixadas, relações comerciais e voos direitos, penso que conseguiremos a grande maioria no Parlamento e entre o povo”, disse Liberman.

Assegurou também que o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, está fazendo “todos os esforços” possíveis para que Israel feche logo o acordo de paz.

O discurso do governo israelense parece refletir o que fontes da Casa Branca vem ressaltando sobre um trabalho junto aos governos árabes do Oriente Médio para que se chegue ao “momento ideal” para a assinatura de um tratado de paz. Com informações de Times of Israel

 




Deixe seu comentário!