11/06/2015 - 17:27

Israel é atacado e a mídia se cala

Benjamin Netanyahu condena silêncio da imprensa após bombardeio


Israel é atacado e a mídia se cala Israel é atacado e a mídia se cala

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, condenou o silêncio do mundo diante dos foguetes que atingiram Israel nos últimos dias. A grande mídia não tem mostrado que bombas voltaram a ser lançadas contra o Estado judeu a partir de Gaza.

Netanyahu culpou o Hamas, mas diversas fontes já revelaram que um grupo de extremistas ligados ao Estado Islâmico é que tem realizado os ataques. Além disso, existe uma movimentação militar nas Colinas de Golan, que marcam a fronteira do norte de Israel com o sul da Síria, dominada pelo EI. Os extremistas estão acampados a poucos quilômetros da fronteira.

Durante uma reunião de gabinete nesta quarta (10), Netanyahu disse: “Eu não ouvi ninguém da comunidade internacional condenar estes disparos; nem a ONU disse uma palavra sequer”.

O primeiro-ministro avisou: “Será interessante vermos se este silêncio continua quando usamos a nossa força total para defender os nossos direitos.” Finalizou dizendo: “Que fique claro: A hipocrisia espalhada pelo mundo não vai amarrar nossas mãos e nos impedir de proteger os cidadãos de Israel. Assim agimos e assim vamos agir”.

Diversos mísseis de curto alcance foram lançados contra Israel, atingindo cidades do sul: Ashkelon e Netivot. Não foi divulgado que tenham custado vidas. Pelo menos três ataques foram reivindicados por grupos terroristas que disputam com o Hamas o controle de Gaza. As Brigadas de Omar, grupo salafista aliado ao Estado Islâmico, reivindicou a responsabilidade por dois desses ataques.

Jatos da Força Aérea Israelense no domingo bombardearam alvos em Gaza, em resposta ao ataque palestino, mas sem vítimas fatais. Mísseis foram lançados contra uma instalação de treino das brigadas Al Kasam, braço armado do Hamas. O porta-voz do exército, tenente-coronel Peter Lerner, justificou, afirmando que os foguetes palestinos “colocaram em perigo mais de 140 mil vidas israelenses”.

Em resposta às declarações de Netanyahu, a Casa Branca manifestou o seu apoio a Israel. O que é considerado positivo, uma vez que as relações do governo Obama andam estremecidas após a reeleição do primeiro-ministro.

O governo palestino está dividido e o Ministro do Interior do Hamas, que governa a Faixa de Gaza, acusou recentemente o Presidente Mahmoud Abbas (da Autoridade Palestina) de estar criando o “caos” na região para aumentar o controle do Fatah, que domina a Cisjordânia.

Embora pequenos, os ataques palestinos parecem ser uma provocação, já que a última ação de guerra entre Israel a Gaza está prestes a completar um ano. Recentemente, Yahya Safavi, assistente militar do líder supremo iraniano, alertou que “mais de 80 mil” mísseis cairiam sobre Israel, devastando as cidades de Haifa e Tel Aviv. A ameaça veio após o ministro da Defesa israelense Moshé Yalón dizer que seu país não permitiria que o Irã prosseguisse com seus planos nucleares. Com informações de The Blaze, JPost e Times of Israel



Leia mais...

Como Pregar Sem Timidez em 4 Simples Passos

Como Pregar Sem Timidez em 4 Simples Passos

Dinheiro da ONU foi usado para patrocinar terrorismo

Dinheiro da ONU foi usado para patrocinar terrorismo

Centenas de reis africanos se reunirão para louvar a Deus em Israel

Centenas de reis africanos se reunirão para louvar a Deus em Israel

Diabo conspira com judeus em desenho inspirado no Alcorão

Diabo conspira com judeus em desenho inspirado no Alcorão


Comentários

Deixe um comentário

25 Comentários em "Israel é atacado e a mídia se cala"

avatar

Ordenar por:   novos | antigos | mais votados
Bruno
Bruno
1 ano 2 meses atrás
A bíblia como um livro profético já havia mencionado que esses conflitos ocorreriam. Mas isso não significa que ela seja o motivo da discórdia, na verdade é um assunto complexo que se resume em um problema histórico, politico e até cultural. Mesmo Israel sendo a nação escolhida por Deus para a vinda de Cristo e de tantas outras promessas, nem sempre ela cumpre a vontade soberana de Deus. Israel não é infalível, nem todos seus atos são aprovados por Deus, e vimos isso nos registros bíblicos. Como cristão nosso papel é estar atento a figueira (Israel) e orar por ela… Leia mais »
Leonardo José Raimundo
1 ano 2 meses atrás
Em Israel a maioria é muçulmana, e os muçulmanos não acreditam em Jesus. Eles pensam que Deus não tem filhos, apenas criaturas, mas nós, que somos evangélicos, acreditamos que Jesus é o Filho de Deus, e os que aceitam-No se tornam filhos de Deus. Em países muçulmanos, eles perseguem os evangélicos e os matam. Na Indonésia, mais de 500 igrejas foram queimadas e destruídas e cristãos assassinados; em Marrocos, as pessoas perdem o emprego e são presas por causa da fé em Jesus Cristo; na China, só os maiores de 18 anos podem ler a Bíblia Sagrada. Ainda bem que… Leia mais »
Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

as pessoas são perseguidas por serem de qualquer religião que não seja o Islã colega

Victor
Victor
1 ano 2 meses atrás

Como? Maioria Muçulmana? Acho que você está equivocado. Atualmente, aproximadamente, quase 90% são Judeus, dentre os quais 20% ou mais, aproximadamente, são Cristãos ou Judeus Messiânicos (Judeus convertidos ao cristianismo esse número vem crescendo). Isso sem levar em consideração a porcentagem não levada em consideração na pesquisa.

Luciana Camalionte
Luciana Camalionte
30 dias 4 horas atrás

Olá Rafaela. Você diz essas coisas porque ao consegue enxergar o material. Voce não entende guerra espiritual por tras de tudo isso.

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

Desculpa aí, mas Israel sabe se defender muito bem, a cada foguete desses lançado, Israel tem mais 100 com 100 vezes mais potência para retaliar. Soldados israelenses atiram contra civis morrendo de fome do outro lado da muralha e ninguém também diz nada. O único objetivo de Israel é destruir aquele povo palestino e tomar de conta de todas àquelas terras e não se preocupem! eles vão conseguir e vcs vão poder glorificar à Deus pelas guerras, mortes e destruição da vida humana

Bruno
Bruno
1 ano 2 meses atrás

Rafaela.
O que Israel deve fazer nesse caso?

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

O que vcs tem que entender é o seguinte, judeus vão continuar existindo, muçulmanos vão continuar existindo, o que interessa agora é que se acabe com as atrocidades que existem naquele lugar. Indo atrás das verdadeiras cabeças por trás do terrorismo na palestina e que usa cidadães e pessoas morrendo de fome como escudo, acabe com a política de extermínio e expansionismo. Negar a criação de um estado palestino e continuar construindo assentamentos em território palestino, como netanyahu já disse várias vezes que vai continuar fazendo, não ajuda na manutenção da paz.

Bruno
Bruno
1 ano 2 meses atrás

O que ocorre naquela região é a falta de entendimento dos governos locais. Nem Israel e nem Palestinos dão o braço a torcer pela luta de espaços. Para agravar tem o EI que defende o seus próprios interesses e pouco se importa com a reivindicação Palestina.
Por isso acredito que ninguém no mundo, por mais boa vontade que possa ter, tenha poder de acabar com aquele conflito pois os dois lados pensam estar certo.

Kleber Martins
Kleber Martins
1 ano 2 meses atrás

Rafaela primeiro vai estudar a história da nação de Israel e depois da Palestina pra poder parar de falar tanta besteira….

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

Já que vc é assim tão inteligente, culto e entendedor de política a ponto de dizer que os outros falam besteiras pq vc não disserta sobre o tema? acho que é pq é mais fácil dizer que sou eu quem falo besteiras né?, mas fazer o que quanto àqueles que tem o cérebro bugado por esses pastores que gostam de dizer que Israel é protegida por Deus… israel é protegida por muito Dinheiro e muita munição meu filho, quem dizer o contrário só posso lamentar.

Rafael Almeida
Rafael Almeida
1 ano 2 meses atrás
Rafaela, talvez você esteja confundindo como todos fazem religião com politica, o que estar ocorrendo em Israel e a Palestina não é uma guerra religiosa e sim politica. Compreendo seu ponto de vista de tentar colocar a culpa na Escrituras, mas não se esqueça que a Bíblia possui livros proféticos, históricos, poéticos, epístolas entre outros. Quando Deus manda destruir com um povo lembre-se do que os mesmos praticavam diante Dele, sei que é incompreensivo entender por olhos humanos tais acontecimento “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.” Isaías… Leia mais »
ale s
ale s
1 ano 2 meses atrás

Rafaela, o Corão prega a destruição dos judeus, o ódio é fundamentado nas escrituras muçulmanas, apesar da mídia esconder isso. Se Israel fazer a vontade dos palestinos, estarão cavando a própria cova!

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

BÍBLIA (Novo Testamento)
“Pois eu vos digo que a qualquer que tiver ser-lhe-á dado, mas ao que não tiver, até o que tem lhe será tirado. E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim.”
(Lucas 19:26-27)

ale s
ale s
1 ano 2 meses atrás

Você provavelmente nem leu que o texto é uma parábola, e não um mandamento de Jesus para seus discípulos. Jamais tente tirar conclusões de textos bíblicos isolando versículos.

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

Com certeza vc não vai questionar o trecho do torá pq ele é o que é. É inegável a importância de Jesus para o direitos humanos, mas os ensinamentos de Jesus praticamente nunca foram seguidos ao longo da história do Cristianismo e vc não pode negar de forma alguma os trechos de violência e destruição que existem no novo testamento. Não se engane colega, esses livros foram escritos em uma época onde não havia muita tolerância, as três religiões se ergueram à base de sangue

ale s
ale s
1 ano 2 meses atrás

Rafaela, como eu disse, Jesus é o percussor dos direitos humanos, Ele trouxe uma mensagem nova, que é chocante até nos dias de hoje, Jesus ao contrário de Maomé, ensina a tolerância.

Os muçulmanos tem o ensino da intolerância como regra, ou seja, quando eles são intolerantes eles estão apenas seguindo seu mestre Maomé,mas o cristão quando é intolerante está indo contra seu Mestre Jesus.

Leonardo José Raimundo
1 ano 2 meses atrás

É mesmo. Os muçulmanos ficam perseguindo os evangélicos, porque eles sabem que Jesus ensinou a tolerância. Então, os seguidores de Maomé têm inveja dos de Jesus e os matam.

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

TORÁ (Antigo Testamento)
“Quando o Senhor teu Deus te houver introduzido na terra, à qual vais para a possuir, e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu. E o Senhor teu Deus as tiver dado diante de ti, para as ferir, totalmente as destruirás; não farás com elas aliança, nem terás piedade delas.”
(Deuteronômio 7:1-2)

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás
meu amigo se vc for ver nos livros sagrados das três maiores religiões tem centenas de partes de pregam a destruição de um ou mais segmento religioso ou étnico, se vc conhece a Bíblia sabe muito bem disso. Quando eu falo de mortes e assassinatos promovidos por israelenses não estou falando de terroristas loucos, homens-bombas ou grupos terroristas como a al-qaeda e o hamas, eu estou falando de CIVIS!!! crianças, cidadãos que nada tem a ver com o obscenidade daquelas terras malditas imundas de sangue. O que israel faz não é “lutar contra o terrorismo em si” é uma limpeza… Leia mais »
Leonardo José Raimundo
1 ano 2 meses atrás

Pois é, Rafaela, até hoje os evangélicos são perseguidos pelos muçulmanos. Eu vi na revista “Plenitude” a barbárie das seitas islâmicas. Essas seitas pregam que evangelização é crime, e que a violência contra os evangélicos é amparada por lei em países muçulmanos.

Rafaela Oliveira
1 ano 2 meses atrás

Pq vc não fala Cristãos no geral? católicos também são vítimas de violência lá e todas as outras religiões. Eu não vi nenhum de vcs se importarem quando o Boko Haram incendiou um templo budista com todos os monges dentro e nem quando eles decapitaram toda uma vilade hinduísta incluindo mulheres e crianças. Quando vc fala que os terroristas perseguem OS EVANGÉLICOS, até parece que vc está tentando dizer que a vida de um evangélico vale mais do que a de um hindu, católico ou budista

ale s
ale s
1 ano 2 meses atrás

Jesus é o percussor dos direitos humanos, em sua época não existia isso. Maomé, é o contrário, ele passa por cima da liberdade que Jesus ensinou (cabendo o julgamento de cada ação a Deus), e prega a intolerância e matança de judeus e cristãos (ah, e ateus também)

Leonardo José Raimundo
1 ano 2 meses atrás

É mesmo. Maomé foi um homem sanguinário. Ele passava por cima da lei de Jesus. Não aceitava que o povo muçulmano se convertesse ao Protestantismo, criado por Martinho Lutero no dia 31 de outubro de 1517, mas Jesus é o Rei da Glória, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz.

Rafael Lopes'
1 ano 2 meses atrás

Rafaela, você está certa …. só troca o nome ‘Israel’ por ‘Autoridade Palestina’ que dae seu argumento tem base ;D’

wpDiscuz